Léo teria dito que ‘não cai sozinho’

Vereadores, que teriam sido beneficiados através de convênios com a prefeitura, estariam com medo

iG Minas Gerais | Da Redação |

Carlaile demitiu Léo Contador no dia 14 de janeiro, mas, e dois dias depois, o vereador abrigou seu braço-direito, Jacinto Franco, no gabinete dele. Jacinto é o mesmo que ganhou notoriedade no episódio dos carroceiros. É ele quem aparece em um vídeo entrando e saindo do carro de Carlaile para efetuar a entrega de um pacote, que, segundo o PT, tinha dentro o dinheiro entregue durante a reunião. O caso ainda aguarda um desfecho.

Para um vereador da cidade, a relação de Carlaile e Léo é de confiança. “Ninguém colocaria uma figura tão íntima como Jacinto para fazer um tipo de nepotismo cruzado”, disse. Em troca, Carlaile contratou, como assessor III, o braço-direito do vereador, Lourival Santos Moreira, que após as denúncias foi demitido.

Nesta semana, nos corredores da Câmara, o assunto era a sugestão de renúncia feita a Léo, o que foi descartado pelo vereador, que, agora, ameaça que não cairá sozinho. Neste caso, há o medo por vários vereadores, que também teriam se beneficiado através de convênios com a prefeitura.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave