Henrique ressalta 'espírito de Libertadores' em vitória contra La U

Resultado de 2 a 0 fora de casa recolocou os celestes na briga por uma vaga na próxima fase da Libertadores

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O volante Henrique retornou ao time titular do Cruzeiro na vitória por 2 a 0 sobre a Universidad de Chile, na última quinta-feira, em Santiago, aproveitando-se da ausência de Nilton, suspenso pelo cartão vermelho recebido no empate em 2 a 2 com o Defensor (URU).

Henrique comentou a dificuldade em atuar no Chile, mas reiterou que o time conseguiu assimilar o espírito da competição: “Jogar contra a La U é sempre difícil, sempre complicado, pois eles sabem jogar um bom futebol, tem bom toque de bola. Tivemos espírito de Libertadores, pois só a vitória nos interessava. Os gols saíram e a vitória veio”, concluiu. 

Amarelado logo no início do primeiro tempo, o volante precisou mostrar tranquilidade para não cometer o mesmo erro do camisa 19, que levou gancho de três jogos da Confederação Brasileira de Futebol e seguirá desfalcando a Raposa.

“Não estava nervoso, Liberadores é assim. Os árbitros não marcam qualquer falta, mas antes do cartão eu tinha feito uma outra falta e por isso fui amarelado, pela quantidade de infrações quase seguidas. Depois, segui bem no jogo e não fiz outra falta que merecesse o segundo amarelo”, comentou o volante.

A vitória deu novo ânimo aos cruzeirenses, que seguem vivos na briga por uma vaga nas oitavas de final. No entanto, ainda é preciso vencer o Real Garcilaso (PER), na próxima semana, no Mineirão.

“O primeiro passo nós demos, agora é jogar em casa com o mesmo espírito. Não tem jogo fácil, Libertadores é difícil e vamos encontrar dificuldades mais uma vez”, ressaltou.