Vitória diante da La U põe Cruzeiro com 48% de chance de ir às oitavas

Antes de bater o time chileno, Raposa tinha apenas 11% de possibilidade de seguir adiante na Libertadores

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

A matemática do futebol não é tão exata como a aritmética que é ensinada nas escolas. Prova disso é a reviravolta dada pelo Cruzeiro após a vitória por 2 a 0 diante da Universidad de Chile (CHI), na última quinta-feira, jogando fora de seus domínios, na quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Antes do confronto com os chilenos, a Raposa tinha apenas 11% de chances de classificação às oitavas de final, segundo cálculos do matemático Tristão Garcia, do site Infobola. Com o triunfo em Santiago, a estatística ficou mais favorável e os cruzeirenses, agora, passam a ter 48% de possibilidades de seguirem adiante na competição. A nova probabilidade também é de autoria de Tristão Garcia.

Se a Raposa melhorou sua condição, não se pode dizer a mesma coisa em relação ao atual cenário dos adversários diretos do clube. A Universidad de Chile passou a ter 64% de chances de ir às oitavas, sendo que antes da derrota para os celestes os chilenos somavam 91% de possibilidades de passar de fase.

O Defensor (URU), que chegou a ter 98% de chances de classificação, agora tem 88% e fará na próxima semana o duelo decisivo com a La U. Dependendo do resultado do jogo entre Cruzeiro e Real Garcilaso (PER), no Mineirão, chilenos ou uruguaios podem ficar fora da Libertadores. 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposalibertadoresinfobolauniversidad de chilela udefensortristão garcia