Lacerda deve anunciar hoje que fica na prefeitura de BH

Prefeito se encontrou com senador Aécio Neves para discutir aliança entre PSB e PSDB no Estado

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Reunião. Lacerda e o senador Aécio Neves conversaram, no fim da tarde de ontem, em Belo Horizonte
PEDRO GONTIJO / O TEMPO
Reunião. Lacerda e o senador Aécio Neves conversaram, no fim da tarde de ontem, em Belo Horizonte

O prefeito de Belo Horizonte fez ontem a última reunião política antes de anunciar a decisão sobre sua candidatura ao governo de Minas. Ele se encontrou a portas fechadas por mais de uma hora com um dos seus principais padrinhos políticos, o senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB). A conversa ocorreu na casa do tucano, e Lacerda manteve sigilo sobre sua posição, prometendo apenas informar hoje seu caminho.

Já Aécio resumiu em uma única frase a conversa: “vamos estar todos juntos”.

Nos bastidores, porém, lideranças do PSDB não acreditam em mudanças na composição das candidaturas no Estado. Segundo eles, Lacerda ouviu de Aécio que, para ele, não é interessante abrir mão de um candidato que tenha o 45 nas urnas. “Ele não vai abrir mão do apoio ao Pimenta da Veiga porque ele é tucano. E para ir contra a postura de Aécio, Lacerda não vai aceitar”, afirmou ontem um tucano.

Para o presidente do PSDB, a hipótese de Lacerda se candidatar “é inexistente”. “Depois do encontro falei com Aécio. A conversa foi apenas para afinar o discurso. Não vai mudar em nada. PSDB e PSB estarão juntos, mas em torno do nome tucano de Pimenta da Veiga. O Marcio quer concluir suas ações já iniciadas na prefeitura”, garantiu o presidente estadual do partido, deputado Marcus Pestana.

Apesar da certeza dos tucanos, Lacerda se movimentou ontem. Na parte da manhã, conversou com seus três principais interlocutores dentro do PSB de Minas – Júlio Delgado, Daniel Nepomuceno e João Marcos Lobo. Eles levaram ao socialista uma resposta da executiva nacional do partido sobre a possibilidade de renunciar à Prefeitura de Belo Horizonte. “Fomos (na quarta-feira) a Brasília reportar a situação de Minas. Voltamos e falamos com o prefeito que o PSB nacional apoia, mas que é uma decisão pessoal”, disse ontem Lobo, que preside o PSB na capital. Eles apostam que é possível que o prefeito se lance para aumentar as chances de a disputa ir para o segundo turno, minando uma candidatura do PT no Estado.

Ontem, o secretário nacional do PSB, Carlos Siqueira, confirmou que se Lacerda decidir ser candidato, terá apoio unânime. “Já havia um acordo com o PSDB, mas na hipótese de o Lacerda não ser candidato. Se ele for, isso muda, cria um quadro novo”, argumentou o socialista.

Segundo ele, é interessante para o partido e para Aécio ter duas candidaturas. “Em eleição de dois turnos é importante ter dois nomes aliados. De uma forma ou de outra, estaremos nos apoiando. Nossa força mais próxima em Minas é o PSDB”, afirmou.

Trocas pelo país

Mudanças. Indefinição. Quase um terço dos 27 Estados do País terá novos governadores a partir de amanhã. Pelo menos sete governantes eleitos em 2010 vão renunciar hoje para disputar outros cargos, mas o número pode chegar a nove. Todos fazem parte do rol de 12 governadores que já foram reconduzidos ao cargo e, por isso, não podem se candidatar à reeleição - três políticos decidiram permanecer no posto até dezembro e ficarão sem mandato a partir de 2015. Dois governadores deixaram para a última hora o anúncio de seu futuro político. No Ceará, Cid Gomes (PROS) vai aproveitar evento hoje para informar sua decisão. Situação semelhante vive Roseana Sarney (PMDB), no Maranhão. Ela deve renunciar para disputar uma vaga no Senado.

Anúncio

Coletiva. Aécio e Lacerda vão se encontrar hoje no evento de posse novo governador. O prefeito prometeu anunciar sua decisão em coletiva na Assembleia ou no Palácio da Liberdade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave