Mitologia inspira telas recentes de Leo Brizola

A exposição acolhe criações que mantêm diálogo com a produção do artista conhecida nos últimos cinco anos

iG Minas Gerais | carlos andrei siquara |

História da deusa Diana e do mortal Actéon é referência para algumas obras
MESSIAS MENDES
História da deusa Diana e do mortal Actéon é referência para algumas obras

Leo Brizola encontra no repertório mitológico uma grande fonte de ideias para conceber suas pinturas. Na mostra inaugurada hoje no Espaço Cultural Galpão Paraíso o artista apresenta, por exemplo, uma série baseada na história da deusa Diana e do mortal Actéon, que é punido após encontrar a divindade durante o banho em uma fonte. Ao lado desse conjunto, Brizola também exibe telas em que os artistas, atuando em diversas vertentes, como a música e as artes plásticas, são retratados.

O valor atribuído à mitologia, de acordo com ele, tem a ver com o caráter atemporal das narrativas que permitem comparações com o presente. “No caso de Diana e Actéon, conhecemos a desventura de um homem que encara o divino e sofre as consequências disso. Eu questiono se hoje, na nossa tentativa de recriarmos o mundo, por meio da engenharia genética, também não estamos sujeitos a perigos semelhantes”, explica Leo Brizola.

Concebidas entre 2013 e 2014, nas 16 pinturas reunidas ele também foca o papel dos artistas. “Há inclusive uma homenagem a Rembrandt que é uma referência”, conclui.

Serviço. Mostra “Leo Brizola”, no Espaço Cultural Galpão Paraíso (rua Cachoeira Dourada, 44, bairro Paraíso).Visitação: De 3ª a 6ª, das 16h às 20h; sáb., das 10h às 15h. Até 23/4. Entrada franca.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave