Cruzeiro volta a dar show na La U e segue vivo na Libertadores

Triunfo mantém chances de classificação da Raposa, que decide vaga em casa contra o Garcilaso-PER, na próxima quarta-feira

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Assim como no primeiro jogo contra a Universidad de Chile, no Mineirão, quando goleou por 5 a 1, o Cruzeiro voltou a exibir o futebol do tricampeão brasileiro de 2013 e mostrou como se joga a Copa Libertadores. Com muita raça, criando muitas chances e decisivo no ataque, a Raposa venceu com propriedade a La U por 2 a 0, ontem, em Santiago, pela quinta rodada do grupo 5 do torneio sul-americano. Bruno Rodrigo e Samudio fizeram os gols dos mineiros.

O resultado mantém os cruzeirenses mais vivos do que nunca na disputa e com grandes chances de se classificar para a próxima fase. Em terceiro, com sete pontos, o clube estrelado se classifica, sem depender de outros resulados, se vencer o Real Garcilaso-PER, na próxima quarta-feira, no Gigante da Pampulha, na última rodada, por dois gols de diferença. 

O jogo. Nervoso, o clube estrelado abusou dos lançamentos longos no início do jogo, fugindo de suas características de toque de bola e não conseguindo criar chances de gol. Quando a Raposa colocou a bola no chão, passou a ficar mais tempo com a pelota nos pés e a assustar os donos da casa. Aos 12 min, Júlio Baptista recebeu na entrada da área e mandou uma bomba, que passou rente a trave de Herrera.

Mais próximo da área adversária, a equipe estrelada logo abriu o placar. Aos 15 min, Everton Ribeiro bateu falta e Bruno Rodrigo, de cabeça, abriu o placar para os mineiros, que dominavam a partida. Porém, após dois vacilos, os chilenos quase marcaram. Aos 26 min, Mora tocou por cima do goleiro Fábio e o zagueiro Bruno Rodrigo tirou dentro da pequena área. Aos 34 min. Rubio entrou sozinho e tocou por cima de Fábio, mas a bola saiu raspando a trave.

Quando os chilenos estavam melhor no jogo, a Raposa conseguiu ampliar. Aos 39 min, após um contra-ataque rápido, Goulart lançou para Samudio, que bateu na saída do goleiro. Aos 41 min, Júlio Baptista podia ter feito o terceiro, mas chutou em cima do goleiro, o que manteve os 2 a 0 da primeira etapa.

No segundo tempo, os donos da casa tentaram sufocar o Cruzeiro e tiveram uma boa chance logo a um minuto, mas Mora cabeceou para fora. A La U esbarrava na marcação da Raposa e sofria com os bons contra-ataques dos Brasileiros, principalmente com Júlio Baptista, que desperdiçou grandes chances. O atacante Willian também quase marcou, porém chutou no travessão, aos 42 min.

Depois do grande triunfo, agora o Cruzeiro quer transformar o Mineirão em um verdadeiro caldeirão para confirmar a classificação para as oitavas de final.  

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaLibertadoresLa UUniversidad de Chiletriunfosul-americana