Ministério Público vai periciar relatório que baseou aumento da tarifa

BHTrans se comprometeu a reduzir o preço da passagem se o documento apresentar algum erro; valores reajustados começam a valer neste domingo

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Transporte. Reajuste anual da tarifa para 2013 ainda não foi concedido
Fernanda Carvalho/ O TEMPO/ 24.0
Transporte. Reajuste anual da tarifa para 2013 ainda não foi concedido

O Ministério Público vai periciar o relatório de verificação usado pela BHTrans para justificar o aumento das passagens de ônibus em Belo Horizonte. Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (3), representantes da BHTrans se comprometeram a reduzir o valor da tarifa se a vistoria pedida pelo MP apontar que houve erro no documento. A perícia deve ser concluída no dia 1º de maio.

O aumento das tarifas dos ônibus e táxis-lotação na capital foi anunciado pelo prefeito Marcio Lacerda nesta quinta-feira. Ônibus convencionais terão um aumento de 7,5%, passando de R$ 2,65 para R$ 2,85, e confirmando o que foi informado em primeira mão por O TEMPO no dia 26 de março. A nova tarifa será válida a partir deste domingo (6).

Durante a entrevista desta tarde, membros do MP afirmaram ter pedido à BHTrans que adiasse o aumento até que a perícia fosse concluída. Porém, segundo a empresa que gerencia o trânsito em Belo Horizonte, não foi possível atender ao pedido porque as empresas de ônibus alegaram precisar do valor resultante da elevação da tarifa para garantir o funcionamento do Move.

A população poderá acompanhar a auditoria e enviar dúvidas pelo e-mail periciatarifa@gmail.com.