Minas aumenta competitividade para Taça Brasil

Mesmo sem favoritismo, mineiros investiram na pré-temporada para tentar chegar ao tri do torneio

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Esportes - Belo Horizonte - Minas Gerais.
Treino da equipe de Futsal do Minas Tenis Clube, preparacao para a Taca Brasil.

Goleiro Tomaz

Foto: Uarlen Valerio / O Tempo 03.04.2014
UARLEN VALERIO / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte - Minas Gerais. Treino da equipe de Futsal do Minas Tenis Clube, preparacao para a Taca Brasil. Goleiro Tomaz Foto: Uarlen Valerio / O Tempo 03.04.2014

Vencedor de duas edições da Taça Brasil, em 2002 e 2012, a equipe do Tambasa-Minas encerrou nesta quinta-feira a preparação para a competição deste ano, que será na cidade de Crateús, interior cearense. Sem o status de favoritos, os mineiros querem manter nível competitivo alcançado na pré-temporada. A primeira partida será no domingo (6), às 16h, diante do A.D.R. Krona-SC.

Depois de conquistar um vice-campeonato na Libertadores do último ano, o grupo minastenista perdeu três nomes importantes. Helinho, Kelson e Djaelson deixaram o clube, e apesar de não haver nenhuma contratação, o técnico Paulo César Cardoso ganhou reforços.

“Tivemos um excelente progresso no que a gente queria, pois a gente tinha dúvida porque havíamos perdido três atletas ano passado, e subiram cinco sub-20. Então a gente tinha muita dúvida.  Uma equipe que vem de um final de Libertadores poderia contratar se ela perdesse, mas nós não contratamos. Então em uma análise só da pré-temporada, nós voltamos a estar competitivos”, afirmou Paulinho.

Embora haja a concorrência de alguns times de maior investimento, os minastenistas ainda veem chances de grandes chegar ao título por se tratar de uma competição rápida, de apenas uma semana, diferente da Liga Nacional.

“Outras equipes investem mais que nós, mas isso não significa que a situação já está definida do que vai acontecer lá. É uma competição fechada, de uma semana só, não é uma competição longa. Então tudo pode acontecer”, disse o treinador.

“É um campeonato de tiro curto. Não é como a Liga, é só uma semana de competição, e a gente tem grande possibilidade de chegar a uma final e conquistar o título”, completou o goleiro Thomaz, destaques do último Sul-Americano.