Gilson Kleina pede Douglas Tanque para ser reserva de Alan Kardec

Treinador quer a contratação do atacante do Penapolense

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A diretoria do Palmeiras promete reforçar o elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro e em alguns setores a necessidade da chegada de reforços parece mais evidente. Uma delas é para o ataque, onde o técnico Gilson Kleina espera pela contratação de um centroavante que possa atuar quando ele não puder contar com Alan Kardec. Vinícius e Miguel, dois candidatos à vaga, parecem não ter convencido o treinador, que admite interesse na contratação de Douglas Tanque, do Penapolense.

"Douglas é um jogador que desde o ano passado nos chama a atenção. Ele fez a Série B muito bem no Guaratinguetá. Ele é canhoto, o Miguel é destro. Ele tem muita força, gira e chuta forte. Temos algumas avaliações, alguns nomes e temos que conversar com a diretoria. Agora é corrigir essas carências e ter todo mundo à disposição", disse o treinador palmeirense.

Em relação a Miguel, que atuou como titular contra o Vilhena, Kleina acredita que ele tem uma característica diferente de Alan Kardec, por isso precisa de uma outra opção. "Miguel é jovem e tem estilo diferente do Alan. Ele joga mais centralizado, faz a parede, faz o pivô e temos que saber usar as características dele. O Alan é super diferenciado. No mapeamento, temos que trazer alguém com a característica dele, que possa até jogar ao seu lado", explicou.

Quanto a Vinícius, parece que a má atuação diante do Ituano, quando o Palmeiras foi eliminado do Campeonato Paulista, fez com que o jogador caísse em descrédito, não só com a torcida, como com o treinador, que explicou como formou o banco de reservas contra o Vilhena. "Optei por trazer o Miguel, pois precisávamos de um jogador de área. O Marquinhos Gabriel vem muito bem no treinamento. Tínhamos uma situação de trazer o Serginho se as coisas não fluíssem com o Tiago Alves na lateral-direita. O Marcelo (Oliveira) e o Bruno César a gente tinha preocupação, tanto que tiramos o Marcelo. O Vinicius é jovem, tem suas oportunidades, e para esse banco a carência maior era um jogador de área e um lateral-direito."

Leia tudo sobre: alan kardecfutebolesportegilson kleinadouglas tanquepenapolensepalmeiras