Kleina diz que time ainda sente revés no Paulistão, mas exalta vaga

Treinador exaltou classificação na Copa do Brasil, mas admitiu que equipe ainda sente a derrota para o Ituano no Campeonato Paulista

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador celebrou avanço na Copa do Brasil
Reprodução/Facebook
Treinador celebrou avanço na Copa do Brasil

Depois de ver o Palmeiras sofrer para vencer o Vilhena por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, e garantir vaga na próxima fase da Copa do Brasil, o técnico Gilson Kleina admitiu que o seu time ainda sofre com o abalo emocional provocado pela derrota por 1 a 0 para o Ituano, sofrida no último domingo, no mesmo estádio, onde a equipe acabou sendo surpreendentemente eliminada do Campeonato Paulista.

O treinador, entretanto, exaltou que o importante foi desta vez ter conseguido confirmar o favoritismo. "No primeiro tempo a equipe estava travada, e no segundo se soltou, tanto é que fizemos o primeiro gol e depois o segundo. Quando o gol não sai e o tempo passa, começa a passar um filme na cabeça. O lado emocional conta muito. Agora temos de recuperar os atletas, ter mentalidade forte e aprender com o erro que tivemos. Naquele regulamento de um jogo só, não tem como recuperar. Viemos muito chateados, mas ainda bem que os jogadores assimilaram. A torcida veio, protestou, mas também nos apoiou”, afirmou.

Kleina também voltou a lamentar a eliminação sofrida diante do Ituano, que acabou aproveitando o fato de o regulamento do Paulistão permitir a classificação à semifinal com uma vitória em jogo único, sem a necessidade da disputa de uma partida de volta. "É difícil quando acontece uma derrota e uma desclassificação depois de uma série de vitórias como a gente tinha. Nos preparamos para fazer a final do Paulista e isso fugiu de nossas mãos. Perdemos jogadores que fazem a diferença", disse o técnico, lamentando as baixas sofridas antes e durante a partida.

Mas, apesar de ainda exibir frustração com a derrota do último domingo, Kleina destacou nesta quarta que já está focando o Campeonato Brasileiro, no qual o Palmeiras irá estrear no próximo dia 20, contra o Criciúma, em Santa Catarina.

"Temos de recuperar todos os atletas, principalmente os jogadores que têm lesões mais graves. Temos de voltar a ser aquela equipe competitiva, fazer o mapeamento do elenco e ver as carências. Voltaremos a jogar somente no Campeonato Brasileiro, mas não terá folga. Trabalharemos até sábado e, na segunda-feira voltamos visando o início do Brasileiro e a continuação da Copa do Brasil. A chave é zerar todo mundo e retornar com uma equipe rápida e dinâmica", projetou.

Leia tudo sobre: gilson kleinapalmeirastreinadorfutebolesportecopa do brasil