Jayme festeja 'alma, coração e inteligência' do Flamengo

Antes desacreditado, Rubro-Negro ganhou novo fôlego com a vitória sobre o Emelec, nessa quarta-feira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jayme de Almeida quer usar partida contra o Resende como teste para a Libertadores
SITE OFICIAL/FLAMENGO/DIVULGAÇÃO
Jayme de Almeida quer usar partida contra o Resende como teste para a Libertadores

Depois de ver o Flamengo vencer o Emelec por 2 a 1, na noite dessa quarta-feira, em Guayaquil, no Equador, e seguir vivo na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores, o técnico Jayme de Almeida não escondeu a empolgação com o triunfo e exaltou o fato de que o time conseguiu se superar fora de casa mesmo desfalcado de seis jogadores em um confronto decisivo.

"O mais marcante foi o espírito do grupo. O Flamengo fez uma partida com alma, coração e inteligência. Fechamos bem a defesa, apostamos no contra-ataque e fomos felizes", comemorou o treinador, que depois já começou a projetar o duelo que o time travará diante do León, na próxima quarta-feira, no Maracanã, pela rodada final do Grupo 7 da Copa Libertadores.

E Jayme espera que o time rubro-negro exiba a mesma atitude que teve diante do Emelec, a quem derrotou com um gol de Paulinho aos 47 minutos do segundo tempo. "O Flamengo jogou no ritmo e no jeito que se joga a Libertadores. Tem momentos que dá para jogar bonito, outros não. Acima de tudo, tem que ter muito coração, muita vontade, lutar o tempo inteiro. Os meninos se comportaram de uma maneira grande. Fico feliz por trabalhar com esse grupo que, desde o ano passado, vem surpreendendo pela forma de acreditar que é possível. Não nos classificamos, sabemos que temos um jogo dificílimo contra o León, que é perigoso, mas essa vitória nos dá força para jogar no Maracanã com a torcida e lutar", ressaltou.

O goleiro Felipe, que foi o capitão da equipe na última quarta por causa da ausência de Léo Moura, exibiu confiança para o jogo no Maracanã. "O Flamengo não pode fraquejar jogando fora de casa. Provamos que temos condições e podíamos ter feito mais gols, com todas as chances que criamos. Para quem falava que o Flamengo estava fora, o Flamengo está mais vivo do que nunca. Não tem matemática no futebol, tudo se decide dentro de campo. Minha matemática é simples: duas vitórias são seis pontos. No Maracanã, com certeza lotado, vamos buscar a vitória", projetou.

Leia tudo sobre: flamengojayme de almeidafestejavitoriaLibertadores