Suposta pichação na casa do prefeito ilustra protesto contra aumento

Mais de 3.300 pessoas já confirmaram presença no ato de repúdio ao aumento das passagens marcado para esta quinta; o valor da passagem dos ônibus comuns aumentou para R$ 2,85

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma montagem foi feita para ilustrar o protesto contra o aumento das passagens
Reprodução/ Facebook
Uma montagem foi feita para ilustrar o protesto contra o aumento das passagens

Antes mesmo de ser anunciado, nesta quinta-feira (3), o aumento das passagens de ônibus e táxis-lotação em Belo Horizonte, uma mobilização era organizada contra o aumento das tarifas. Por meio do Facebook, o evento “Se a passagem aumentar, a cidade vai parar”, está previsto para acontecer nesta quinta, às 17h, na praça Sete, e já conta com mais de 3.300 pessoas confirmadas. Uma das imagens que ilustram o evento, é uma suposta pichação com o título do evento na casa do prefeito Marcio Lacerda, em Brumadinho.

Na descrição, os manifestantes se revoltam com o aumento: “Temos acompanhado de perto toda a treta. Aumentar a tarifa depois de uma auditoria fajuta e sem transparência é um desrespeito a todos que pegam ônibus e um ataque direto à população mais pobre, que fica cada vez mais segregada no espaço urbano. É um crime contra a cidade!”.

A imagem da pichação da casa do prefeito é uma montagem. Mesmo assim, foi compartilhada pelos participantes do evento e de movimentos sociais como uma espécie de “aviso”. A assessoria da prefeitura informou não saber sobre a imagem. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave