Preço da passagem de ônibus e táxi-lotação sobe em BH

O decreto foi publicado hoje no Diário Oficial do Município e determina que o valor dos serviços irá aumentar em até R$ 0,25

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Quase um ano depois das manifestações que fizeram o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, determinar a redução dos preços das passagem dos ônibus em R$ 0,15, saiu o anúncio de que as tarifas dos ônibus e táxis-lotação irão aumentar. Em reunião na manhã desta quinta-feira (3), Lacerda anunciou que as passagens de ônibus convencionais terão um aumento de 7,65%, passando de R$ 2,65 para R$ 2,85, confirmando o que foi anunciado em primeira mão por O TEMPO no dia 26 de março. A nova tarifa é válida a partir deste domingo (6).

Além disso, o decreto publicado nesta quinta no Diário Oficial do Município (DOM), determina ainda os novos valores das passagens de ônibus suplementares. Todos os aumentos passam a valer a partir deste domingo.

De acordo com a publicação, o serviço de transporte suplementar terá um aumento de até R$ 0,20. As passagens que custavam R$ 1,90, passam a valer R$ 2,05; as que custavam R$ 2,15 passarão a custar R$ 2,35; e as passagens de R$ 2,65 serão aumentadas para R$ 2,85. Os créditos eletrônicos do cartão BHBus que foram adquiridos até esta quinta podem ser utilizados até o dia 21 de maio, ainda com os valores antigos das passagens. Só a partir do dia 22 de maio é que as novas tarifas serão debitadas no cartão BHBus.

O decreto é assinado pelo presidente da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), Ramon Victor Cesar.

Além das linhas suplementares, os táxis-lotação também terão suas tarifas aumentadas a partir desta sexta. A justificativa é que já que os valores das passagens de ônibus foram reajustadas, “deve-se manter o equilíbrio operacional entre os dois serviços”. O preço cobrado pelos taxistas para o serviço, tanto na avenida Afonso Pena como na avenida do Contorno era de R$ 2,90. Com o decreto, o valor passa a ser de R$ 3,15.

Protesto

O aumento é motivo de uma manifestação marcada para as 17h desta quinta-feira por meio do Facebook. O ato “Se a passagem aumentar a cidade vai parar” irá acontecer na praça Sete e já conta com mais de 3.300 pessoas confirmadas.