Flamengo triunfa com gol no fim e segue vivo na Libertadores

O Rubro-Negro agora recebe o León no Maracanã e, se vencer, garante a classificação e ainda pode terminar em primeiro do grupo 7

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Com direito a um segundo dramático, o Flamengo venceu o Emelec por 2 a 1 no Equador e se manteve vivo na disputa por uma vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores. Na última rodada, o time recebe o León no Maracanã e, se vencer, garante a classificação e pode ainda terminar em primeiro do Grupo 7.

Lanterna até então, o Flamengo foi para a partida pressionado e cheio de desfalques. Léo Moura e seu substituto imediato Léo, além de Cáceres e Elano, lesionados, sequer viajaram a Guayaquil. Já o atacante Hernane foi vetado pouco antes da partida, sendo substituído por Alecsandro.

Pois coube a Alecsandro, aos 8, abrir o marcador. Após cruzamento da esquerda, Nasuti interceptou a bola com a mão e o auxiliar, acertadamente, apontou pênalti. O atacante rubro-negro bateu rasteiro no canto direito e colocou a equipe brasileira na frente.

Também desfalcado, perdendo em casa e sem criatividade em campo, o Emelec só melhorou na partida aos 30, quando o técnico Gustavo Quinteros sacou o volante Corozo para a entrada do meia Caicedo. Explorando o lado direito da defesa do Flamengo - que tinha Welinton improvisado -, o jogador passou a criar as principais jogadas do time equatoriano, que mesmo assim teve apenas uma chance de chegar ao empate no primeiro tempo.

Mas os avanços do Emelec pela esquerda de ataque seguiram no segundo tempo, e foi por lá que a equipe construiu o gol de empate. Aos 20, Caicedo recebeu em velocidade, invadiu a área e foi derrubado. Pênalti, que Stracqualursi bateu com força e deixou tudo igual.

O jogo, então, ficou tenso para o Flamengo. O time se retraiu, preocupado em não sofrer o gol que representaria sua eliminação precoce da Libertadores, e o Emelec passou o resto do jogo pressionando. Caicedo, Stracqualursi e Bolaños tiveram a chance de virar, mas a defesa rubro-negra se segurou como pôde. O desafogo apareceria apenas aos 47, quando Negueba puxou um contragolpe e entregou para Paulinho marcar o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA:

EMELEC 1 X 2 FLAMENGO

EMELEC - Dreer; Narváez, Guagua, Nasuti e Bagui, Pedro Quiñonéz, Giménez (Charcopa), Ángel Mena, Eddy Corozo (Caicedo) e Mondaini (Bolaños); Stracqualursi. Técnico - Gustavo Quinteros.

FLAMENGO - Felipe; Welinton (Chicão), Samir e Wallace; Gabriel, Amaral, Muralha (Recife), Everton (Negueba) e João Paulo; Paulinho e Alecsandro. Técnico - Jayme de Almeida.

GOLS - Alecsandro, de pênalti, aos 8 minutos do primeiro tempo; Stracqualursi, de pênalti, aos 20, e Paulinho, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Julio Bascuñan (Chile).

CARTÕES AMARELOS - Nasuti e Wallace.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador).

Leia tudo sobre: flamengofutebolvitoriaLibertadoresseguebrigavagaoitavas