Denúncias geram 11,24 fiscalizações por dia em BH

Dados são de operações em comércios alimentícios nos dois primeiros meses do ano

iG Minas Gerais | pedro vaz perez |

Padaria na região Nordeste foi fiscalizada e advertida ontem
Alex de Jesus
Padaria na região Nordeste foi fiscalizada e advertida ontem

Nos dois primeiros meses de 2014, a Vigilância Sanitária de Belo Horizonte realizou 664 visitas a estabelecimentos do ramo alimentício em razão de denúncias – média de 11,25 fiscalizações por dia. Na manhã de ontem, o órgão fiscalizou uma unidade da padaria Mix Pão, no bairro Palmares, na região Nordeste da capital, que havia sido denunciada anonimamente, mas empresa foi apenas advertida e continua aberta. A advertência foi motivada, segundo a Vigilância Sanitária, por problemas de limpeza, higiene e armazenamento de alimentos. Adriana Carvalhais, fiscal do órgão, explicou que a maior irregularidade foi “ambiente propício para propagação de animais” como ratos e baratas. Em 48 horas, a padaria será fiscalizada novamente e poderá ser fechada se não tiver cumprido as recomendações. Segundo o proprietário, Weliton Maffilli, a sujeira encontrada pela fiscalização foi uma situação anormal e se deveu à interrupção de energia elétrica na véspera, que impediu a faxina. “As portas da nossa cozinha estão sempre abertas”, afirmou o dono da padaria. Interdições. Foi também a partir de denúncias anônimas que dois estabelecimentos na região Centro-Sul foram interditados pela Vigilância Sanitária no mês passado – a Vianney, por problemas de higiene, má conservação e alimentos vencidos; e a churrascaria Raja Grill, por condições inadequadas de limpeza. Em novembro de 2013, outra unidade da Mix Pão, no bairro Floresta, na região Leste, foi fechada após dois clientes encontrarem larvas em uma pizza. Segundo o proprietário da rede, a unidade havia sido vendida três meses antes da interdição. Os três estabelecimentos foram reabertos. Em caso de suspeita de irregularidade, qualquer pessoa pode entrar em contato com a Vigilância Sanitária de Belo Horizonte pelo telefone 156 ou pelo site www.pbh.gov.br/sac.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave