Ernest e Manfred se perdoam e morrem

Enquanto vilões terminam a trama na pior, casais vivem felizes e apaixonados

iG Minas Gerais |


Antes de morrer, vilão recebe o perdão de seu pai, Ernest
Paulo Belote
Antes de morrer, vilão recebe o perdão de seu pai, Ernest

São Paulo. O último capítulo de “Joia Rara” (Globo), que vai ao ar amanhã, terá muita adrenalina. Mesmo após a sua redenção, Ernest (José de Abreu) não resiste a um tiro e morre junto do filho Manfred (Carmo Dalla Vecchia). Antes disso, porém, ambos pedem perdão um ao outro e partem em paz.

Ao fugir da polícia, que a essa altura já está em seu encalço devido ao sequestro de Pérola (Mel Maia), Manfred fica encurralado. Vendo o filho prestes a ser baleado pelos policiais, Ernest se joga na frente dele e leva o tiro. Manfred, porém, leva outro tiro logo em seguida. “Estamos preparando muitas emoções. Teremos encontros, desencontros e acertos de contas. E uma mensagem de esperança”, diz a autora Thelma Guedes.

A autora Duca Rachid explica que, mesmo morrendo, Ernest cumpriu seu papel na trama das seis. “Ernest nos ensinou que o amor pode transformar qualquer ser humano, que é possível sermos melhores, que não devemos desistir nunca de nós mesmos”.

Casais felizes. Se os vilões encerram a trama de “Joia Rara” na pior, o mesmo não ocorre com os casais apaixonados, que terminam o folhetim felizes para sempre.

Após a morte de Gaia (Ana Cecília Costa), Toni (Thiago Lacerda) e Hilda (Luiza Valdetaro) finalmente se acertam. Ela descobre uma gravidez e fica radiante. “Há muito amor nessa relação. Não teria como eles ficarem separados. O público sempre torceu por ambos”, comenta Luiza Valdetaro.

Além deles, Franz (Bruno Gagliasso), Amélia (Bianca Bin) e Pérola terminam bem, e Mundo (Domingos Montagner) e Iolanda (Carolina Dieckmann) adotam uma criança. Viktor (Rafael Cardoso) e Sílvia (Nathalia Dill) vão se casar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave