A desinformação que assola a todos nós

iG Minas Gerais |

Atlético e Cruzeiro terão compromissos muito difíceis, além de decisivos pela Libertadores, hoje à noite. O Galo precisa de um empate para se garantir na próxima fase, porém, num grupo onde até o lanterna tem chances de se classificar. E é exatamente o adversário em Bogotá que faz campanha surpreendentemente negativa. O Independente Santa Fé era apontado como um dos prováveis classificados deste grupo, antes de a disputa começar. Situação parecida Mesma surpresa que o Cruzeiro representa neste momento, já que em sã consciência ninguém imaginava que o time fosse passar o aperto que está passando. Era cotado pela imprensa nacional e sul-americana como candidato à melhor campanha geral na primeira fase. Informação de menos A verdade pura e simples é que a imprensa (eu, inclusive), em sua maioria, sabe muito pouco do potencial dos times longe de suas vistas. Mesmo com tantos meios de comunicação à disposição, a rotina do dia a dia nos obriga a ficar quase 100% focados no que se passa no mundo à nossa volta. Lá e cá! Isso acontece com a maior parte dos colegas dos outros Estados quando falam dos clubes mineiros, e vice-versa. Em termos sul-americanos, a desinformação é geral, nacional, com raras exceções, dentre as quais destaco o Mário Marra (Globo/SP) e o Lédio Carmona (SporTV). Nem o Fla escapou Quem imaginaria que o Flamengo passaria aperto e ficaria até na lanterna, como está, em um grupo no qual estão Bolívar, Leon (México) e Emelec do Equador? Sobre a Champions League, não; quase todo mundo sabe tudo! Uruguaio bom demais! Não vi, ouvi, nem li, em Minas e no Brasil inteiro, ninguém falando, por exemplo, que esse Defensor Sporting, do Uruguai, poderia dar trabalho. Muito pelo contrário; quando o Cruzeiro foi jogar em Montevidéu, muitos colegas de Belo Horizonte previam que o campeão brasileiro aplicaria uma goleada lá. E foi justamente esse Defensor que complicou a vida da Raposa, que vencia por 2 a 0 no Mineirão, achou que o jogo estava ganho, relaxou e tomou o empate.  

Jeito de craque Um time equilibrado, frio e com um excelente meia, que dá as cartas em campo: Giorgin De Arrascaeta, de 19 anos (vai fazer 20 dia 1º de junho), 1,72 m de altura. Comandou o Defensor na vitória de anteontem, no Peru, nos 2 a 0 sobre o Real Garcilaso. Poderia ter sido de mais, mas o time uruguaio não quis abusar da condição física na altitude de Huancayo e preferiu se fechar para garantir os três pontos. Vencer ou vencer Hoje, tudo pode acontecer com Atlético e Cruzeiro. Dependerá do estado de espírito de cada jogador, dos quatro times, pois todos estarão decidindo alguma coisa. A nossa dupla é melhor, mas joga fora de casa, sob pressão intensa de colombianos e chilenos, que por sua vez não quere perder a chance de ouro em casa; o Santa Fé, de respirar e ainda brigar pela classificação; a La U, de se garantir com o apoio da sua torcida. Alô, polícia! Pedir civilidade a torcedores brigões, cabeças cozidas, que pensam que futebol é para brigar, não adianta, pois a esta altura novas brigas entre essas gangues já estão sendo acertadas pelas redes sociais. Então, que a Polícia Militar, que tem feito ótimo trabalho preventivo, fique ligada aos locais de grande concentração de atleticanos e cruzeirenses, porque certamente vão se encontrar muito esta noite nas ruas e bares da cidade, com os jogos sendo realizados em horários perto um do outro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave