Real faz 3 a 0 e abre vantagem sobre o Borussia na Liga

Triunfo teve sabor de vingança para os espanhóis, uma vez que foi o time alemão o responsável pela queda do Real na semifinal da Liga na temporada passada

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jogadores do Real Madrid celebram vitória sobre o Borussia, no Santiago Bernabéu
PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK/DIVULGAÇÃO
Jogadores do Real Madrid celebram vitória sobre o Borussia, no Santiago Bernabéu

O Real Madrid voltou a mostrar força na Liga dos Campeões nesta quarta-feira. Diante de sua torcida, no Santiago Bernabéu, o time espanhol aplicou 3 a 0 no Borussia Dortmund e abriu larga vantagem no duelo das quartas de final. De quebra, Cristiano Ronaldo igualou recorde de gols na competição ao deixar sua marca.

Eleito pela Fifa como o melhor jogador do mundo no ano passado, o português alcançou a marca de 14 gols nesta edição do campeonato, igualando marca de Lionel Messi (2012) e Mazola (1963). Em grande fase, o atacante tem boas chances de superar o recorde nos próximos jogos, já que o Real praticamente assegurou a classificação nesta quarta.

O triunfo sobre o Borussia teve sabor de vingança para os espanhóis, uma vez que foi o time alemão o responsável pela queda do Real na semifinal da Liga na temporada passada. Para evitar a eliminação no jogo da volta, na próxima terça-feira, o time de Dortmund terá que vencer por 3 a 0 para levar o duelo para os pênaltis. Se sofrer gol, terá que bater o rival por quatro gols de diferença.

Sob chuva, o Real não teve maior dificuldade para dominar o Borussia nesta quarta. E o gol marcado logo aos três minutos só facilitou a vida dos anfitriões. Benzema recebeu lançamento pela direita e acionou Carvajal, que só cruzou para Bale dividir com o goleiro e mandar para as redes.

O segundo veio aos 25 minutos. A zaga do Borussia vacilou e Isco roubou a bola e mandou no canto direito do goleiro Weidenfeller. O gol levantou o público no Bernabéu, mas não desanimou os visitantes, que criaram duas boas chances de gol, sem sucesso.

Mais eficiente, o Real não perdoou aos 11 da etapa final, quando Cristiano Ronaldo recebeu passe de Modric, invadiu a área, driblou o goleiro e mandou para as redes, alcançando o recorde de 14 gols na competição.

O atacante, porém, acabou deixando o gramado 20 minutos depois. Ele sentiu dores no joelho direito e foi substituído pelo brasileiro Casemiro, ex-São Paulo. Sem forças, o Borussia não conseguiu reduzir a vantagem e ficou em situação complicada no confronto.