Dilma oferece ajuda ao Chile após terremoto

“Envio minha solidariedade ao Chile, atingido por um grave terremoto; o governo brasileiro se coloca à disposição para ajudar nossos irmãos chilenos no que for possível”, disse

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Incidente provocou alerta de tsunami no Chile e em mais três países da costa do Oceano Pacífico latino-americano – Peru, Equador e Colômbia
DA REDAÇÃO
Incidente provocou alerta de tsunami no Chile e em mais três países da costa do Oceano Pacífico latino-americano – Peru, Equador e Colômbia

A presidente Dilma Rousseff manifestou nesta quarta-feira (2) solidariedade ao Chile, atingido na noite dessa terça-feira (1º) por um terremoto e disse que o Brasil está à disposição para ajudar o país no que for possível.

O governo chileno confirmou que seis pessoas morreram no terremoto que sacudiu o Norte do país. O tremor, de magnitude 8,3 na escala Richter, atingiu a área próxima à cidade de Iquique - principal porto mineiro e exportador, com ondas de 1,8 metro de altura.

O incidente provocou alerta de tsunami no Chile e em mais três países da costa do Oceano Pacífico latino-americano – Peru, Equador e Colômbia.

“Envio minha solidariedade ao Chile, atingido por um grave terremoto na noite de ontem.O governo brasileiro se coloca à disposição para ajudar nossos irmãos chilenos no que for possível”, escreveu a presidente em sua conta pessoal no Twitter.

Leia tudo sobre: BrasilChileajudaterremoto