Desejo de Peter prevalece e Renato é demitido do Fluminense

Após nova queda de braço com a patrocinadora, presidente do Fluminense, Peter Siemsen, conseguiu demitir Renato Gaúcho do Flu

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Renato Gaúcho pediu seriedade ao time, apesar da disparidade técnica entre as equipes
REPRODUÇÃO/FLUMINENSE
Renato Gaúcho pediu seriedade ao time, apesar da disparidade técnica entre as equipes

A diretoria do Fluminense anunciou na manhã desta quarta-feira a demissão do técnico Renato Gaúcho, após os resultados ruins do time no início da temporada 2014, com a eliminação nas semifinais do Campeonato Carioca no último domingo. O nome do seu substituto ainda não foi definido.  "O técnico Renato Gaúcho não continuará no cargo de treinador do Fluminense. Já comunicado oficialmente pelo presidente do clube, Peter Siemsen, o treinador deixou o comando do futebol do Tricolor nesta quarta-feira, dia 2 de abril", anunciou o clube em nota oficial.  A direção também agradeceu o trabalho de Renato como técnico, cargo que deverá ser ocupado interinamente pelo auxiliar Marcão até a contratação de um novo treinador. "O Fluminense agradece o empenho do treinador. A coletiva de imprensa do presidente Peter Siemsen está confirmada para às 11h, na Sala da Presidência", completa o clube.  Renato Gaúcho foi anunciado como técnico do Fluminense no final de 2013, após divergência entre a diretoria e a patrocinadora do clube sobre o nome do novo treinador, e não teve sucesso no seu trabalho nos primeiros meses de 2014, tanto que o time foi eliminado nas semifinais do Campeonato Carioca no último fim de semana, com a derrota por 1 a 0 para o rival Vasco.  Além disso, o Fluminense está em situação complicada na Copa do Brasil, pois perdeu para o Horizonte por 3 a 1, no Ceará, no jogo de ida da primeira fase. A partida de volta, aliás, é o próximo compromisso oficial do time das Laranjeiras e está marcado para o dia 10 de abril, no Maracanã.  Nesta nova passagem pelo Fluminense, Renato comandou o time em 18 partidas, com nove vitórias, cinco empates, quatro derrotas e um aproveitamento de 59,2%. Agora, deixa o comando do time das Laranjeiras sem ter êxito no seu trabalho.

Leia tudo sobre: renato gauchodemissaofluminense