Fifa impede Barcelona de contratar jogadores até metade de 2015

Entidade pune clube catalão de fazer novas contratações durante um ano por conta de violação de regras em compras de jogadores menores de 18 anos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Barcelona entrou em campo neste domingo sem alguns dos seus principais jogadores: Lionel Messi, Xavi Hernández, Neymar e Victor Valdés
MIGUEL RUIZ/ FCB DIVULGAÇÃO
Barcelona entrou em campo neste domingo sem alguns dos seus principais jogadores: Lionel Messi, Xavi Hernández, Neymar e Victor Valdés

O Barcelona foi proibido nesta quarta-feira pela Fifa de contratar jogadores por um ano após ser considerado culpado da acusação de violar as regras de transferências. A pesada punição que abrange as duas próximas janelas de transferências, foi imposta após uma investigação sobre a contratação de jogadores menores de 18 anos pelo atual campeão espanhol.  Sem apontar nomes, a Fifa avaliou que o Barcelona violou as suas regras de proteções a menores em 10 contratações. Uma multa de 450 mil francos suíços (aproximadamente R$ 1,15 milhão) também foi imposta ao clube espanhol, que recebeu 90 dias "para regularizar a situação de todos os jogadores menores envolvidos".  A Fifa também considerou que a Federação Espanhola de Futebol violou as normas que regulam o registro de menores de idade e emitiu uma multa de 500 mil francos suíços (R$ 1,3 milhão). A entidade destacou o "interesse em proteger o adequado e saudável desenvolvimento de um menor como um todo deve prevalecer sobre interesses puramente esportivos".  "O comitê disciplinar enfatizou que a proteção dos menores no contexto das transferências internacionais é uma importante questão social e legal que abrange todas as partes interessadas no futebol", disse a Fifa em comunicado. "Acima de tudo, o comitê destacou que, enquanto as transferências internacionais poderão, em casos específicos, serem favoráveis a carreira esportiva de um jovem jogador, elas são muito provavelmente contrárias aos melhores interesses do jogador como um menor".  A punição, que impede o Barcelona de contratar jogadores até o meo de 2015, certamente atrapalhará planos da equipe. O clube precisa se reforçar com um goleiro, pois Victor Valdés ficará sete meses afastado dos gramados após passar por cirurgia no joelho e seu contrato se encerrará ao término da atual temporada. Além disso, o Barcelona necessita de um companheiro de zaga para Gerard Piqué. O caso ameaça prejudicar ainda mais a imagem do Barcelona, já abalada com as polêmicas envolvendo a contratação do atacante Neymar. Após a revelação de que o clube havia escondido o custo real do jogador brasileiro, o então presidente, Sandro Rosell, renunciou ao cargo em janeiro. Em fevereiro, o Barcelona pagou 13,55 milhões de euros (R$ 42,26 milhões) às autoridades fiscais espanholas para cobrir qualquer potencial irregularidade sobre a transferência, apesar de alegar inocência.

Leia tudo sobre: fifabarcelonapunicaocontratacoesmercadocontratação