Santos estreia na Copa do Brasil com time tendo apenas três titulares

Goleiro e laterais serão os únicos titulares da equipe a enfrentarem o Mixto, nesta quarta, em jogo que marca a abertura da Arena Pantanal

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Aranha se saiu bem no primeiro teste após a saída de Rafael
Santos/Divulgação
Aranha se saiu bem no primeiro teste após a saída de Rafael

O Santos terá apenas três titulares em sua estreia na Copa do Brasil, contra o Mixto, nesta quarta-feira, a partir das 22 horas, em jogo que marca a abertura da Arena Pantanal, em Cuiabá. Como a prioridade no momento é a final do Paulistão, que começa a ser disputada no domingo diante do Ituano, o técnico Oswaldo de Oliveira resolveu poupar seus jogadores da viagem ao Mato Grosso. Assim, apenas o goleiro Aranha, que pediu para jogar para manter o ritmo, e os laterais Cicinho e Mena, ambos suspensos no Paulistão, vão jogar nesta quarta-feira em Cuiabá. Os demais titulares ficaram em Santos treinando para enfrentar o Ituano na final de domingo, no Pacaembu. Além dos três titulares, outros sete jogadores escalados para encarar o Mixto já apareceram no time principal: Jubal, Alison, Alan Santos, Lucas Lima, Rildo, Stefano Yuri e Diego Cardoso. O único estreante, portanto, será o zagueiro Nailson, paranaense de Arapongas, que tem 20 anos, 1m90 de altura e 84 quilos, recém-promovido junto com outros nove garotos do grupo que conquistou o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior em janeiro. "Vamos jogar como o time do Campeonato Paulista", prometeu o atacante Rildo, um dos reservas escalados por Oswaldo de Oliveira para enfrentar o Mixto. "Indo para cima, que é o nosso jeito de enfrentar qualquer adversário, tanto na Vila Belmiro como fora de casa." Esse time alternativo do Santos teve apenas dois dias para se preparar. Na segunda-feira, como os titulares estavam de folga após a vitória no dia anterior sobre o Penapolense, Oswaldo de Oliveira deu primeiro coletivo, com Daniel Guedes na lateral direita e Zé Carlos na esquerda. Na terça, já com Cicinho e Mena o time realizou outro treino de conjunto e mostrou falta de entendimento entre os setores. Entre os 20 jogadores que viajaram para Cuiabá a surpresa foi a inclusão de Léo, como opção para o meio-de-campo. Ele abandonou a lateral esquerda e acha que, embora já tenha 38 anos, ainda poderá ser útil como armador. Se entrar no jogo desta quarta-feira, será a estreia do veterano jogador na temporada, a 30 dias do vencimento do seu contrato. "Estou recuperado da lesão no joelho direito, me sinto feliz e Oswaldo tem me passado muita confiança", disse Léo. Embora não reivindique uma chance no time recheado de reservas, ele tem esperança de entrar no segundo tempo, atuar bem e abrir caminho para mais uma renovação de contrato com o Santos, dessa vez até o fim do ano.

Leia tudo sobre: santoscopa do brasilcicinhomenaaranhamixtoarena pantanal