R10 e Guilherme: Atlético terá dupla de maestros diante do Santa Fe

Com Guilherme ao centro e Ronaldinho na esquerda, Atlético se esboça de um novo jeito para tentar a classificação antecipada na Libertadores

iG Minas Gerais | FREDERICO RIBEIRO |

Para jornal, Ronaldinho é
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Para jornal, Ronaldinho é "o melhor jogador da década passada"
O jogo entre Atlético e Independiente Santa Fe, nesta quinta, na Colômbia, vale a classificação antecipada para o Galo, em caso de empate. Se vencer, será o primeiro colocado do grupo faltando uma rodada. E para tentar voltar de Bogotá com pelo menos um ponto, Paulo Autuori decidiu inovar e tem tudo para usar Guilherme e Ronaldinho como titulares. A presença dos dois no time principal não é fato novo e já foi prevista pelo treinador. No entanto, o que chamou a atenção no treinamento na Cidade do Galo, ontem, foi Ronaldinho posicionado como ponta-esquerda e Guilherme centralizado. R10, hoje com 34 anos, não tem o mesmo arranque físico dos tempos de Barça, mas conhece como poucos os atalhos daquele pedaço do campo. Caso se confirme a nova disposição tática do Galo, o time alvinegro ficará forte na armação de jogadas. Serão dois 'cabeças pensantes'  para fornecer chances de gols para Jô e Diego Tardelli. E ainda tem a orientação mais ofensiva que Autuori deu para Pierre e Leandro Donizete (que voltam a fazer dupla titular). Para Guilherme, o Atlético tem seu poderio ofensivo aumentado. Era tudo que ele queria, já que sua titularidade, antes, estava condicionada a jogos no Campeonato Mineiro. "Aumenta nosso potencial de armação, de finalização, todo tipo de característica ofensiva, conseguimos aumentar. Agora só temos que botar em prática. Não adianta só falar  também, tem que colocar em prática", analisou. No treinamento de terça foi possível observar bons lançamentos de R10 para infiltrações de Guilherme na área do adversário. Apesar do pouco tempo de preparação para se acostumarem dentro das quatro linhas, o atacante crê que os dois vão se entender muito bem. "Tempo não foi o ideal de preparação, mas eu me sinto pronto, Ronaldinho é inteligentíssimo, é sempre muito bom jogar ao lado dele. Basta saber a hora certa, movimentar certo que você vai receber os passes dele (Ronaldinho). Ele tem visão privilegiada do campo. Tentamos uma, duas, três vezes (no treino) e saiu o gol. Se conseguirmos fazer isso dentro do jogo, vai ajudar bastante", comentou Guilherme, sobre as jogadas com o craque atleticano. A torcida pediu e agora restará à nova dupla de armadores carregar o Atlético rumo às oitavas de final. Guilherme terá o que sempre desejou (não precisará fazer recomposição defensiva pelas pontas). Já Ronaldinho, que precisa mostrar futebol, voltará a atuar na mesma posição de quando foi duas vezes melhor jogador do mundo.

Leia tudo sobre: ronaldinhoguilhermeatleticolibertadores