Programa de milhas na mira da Justiça

iG Minas Gerais |

SÃO PAULO. A associação de consumidores Proteste informou anteontem que ajuizou ações civis públicas contra os programas de milhagens Smiles, ligado à Gol, e Multiplus, da TAM, por causa dos prejuízos aos usuários devido a constantes alterações nas regras. A Proteste quer uma revisão dos contratos por falta de clareza e informação aos usuários, desrespeitando o Código de Defesa do Consumidor ao limitar o uso da milhagem ou pontos acumulados.

Além disso, a entidade afirma que é uma prática das empresas aumentar o número de pontos ou milhas necessários para emissão de bilhetes aéreos sem comunicar previamente.

Na 2ª Vara Cível, a Proteste pediu uma liminar para barrar a cobrança pela Gol de R$ 30 para quem fizer reserva on-line usando milhas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave