PM é chamada para tirar prefeito cassado do cargo

Vereador tenta assumir a prefeitura, mas Cassinho (PMDB) se tranca na sala e só sai com a polícia

iG Minas Gerais | ISABELLA LACERDA |

Dilma Rousseff empossou, ontem, Ricardo Berzoini como ministro
Lucas Gabriel / Divulgacao
Dilma Rousseff empossou, ontem, Ricardo Berzoini como ministro

A troca de comando na Prefeitura de Nova Lima, na região metropolitana da capital, virou caso de polícia ontem. Cassado pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Minas (TRE-MG), o então prefeito Cássio Magnani (PMDB) se recusou a deixar seu gabinete na sede do Executivo para o prefeito interino, o presidente da Câmara Municipal, vereador Nélio Aurélio (PMDB).

Segundo o parlamentar, ele esteve ontem na sede do Executivo para assumir o comando do município, já que o segundo colocado nas eleições de 2012, deputado federal Vitor Penido (DEM), ainda não foi empossado pelo Legislativo. No entanto, ao chegar ao prédio, na parte da manhã, foi impedido por Cassinho.

“A posse dele na Câmara está marcada para o dia 10. Como é só na semana que vem, a prefeitura não pode ficar sem comando. Por isso, eu fui até o Executivo para me inteirar das coisas, mas acabou acontecendo esse constrangimento”, relatou ontem Nélio Aurélio. De acordo com o peemedebista, Cassinho só aceitou sair do gabinete após a Polícia Militar ser acionada.

“Tentamos entrar para conversar. Os assessores tentaram, mas precisou da polícia. Eu não quero tomar o lugar de ninguém. Se ele conseguir uma liminar, ele voltará. Mas se não conseguir, tenho que cumprir o que manda a legislação”, disse o presidente da Câmara.

Ontem, Cassinho não foi localizado pela reportagem para explicar o que aconteceu. O peemedebista foi cassado no último dia 21, depois que o tribunal entendeu que houve abuso de poder político dele e do ex-prefeito Carlos Roberto Rodrigues (PT).

Na noite da última segunda-feira, Vitor Penido foi diplomado pela Justiça Eleitoral e aguarda ser empossado pelos vereadores para assumir a administração municipal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave