Jovens são presos com drogas em BH e ameaçam 'denunciar' policiais

Suspeitos, que estavam em pontos diferentes da cidade e, a princípio, não se conheciam, ficaram revoltados com as prisões

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Duas denúncias anônimas, no fim da noite dessa segunda-feira (31), levaram às prisões de dois homens suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas em dois bairros de Belo Horizonte. Durante os registros das ocorrências, os jovens que, a princípio, não se conheciam, ameaçaram denunciar os policiais envolvidos da operação.

O primeiro caso aconteceu no bairro Concórdia, na região Nordeste, onde Walter Douglas da Silva, de 21 anos, foi preso com 500 gramas de maconha na rua Iguassu. Segundo o denunciante, no local teriam homens armados.

No imóvel, os policiais encontraram os entorpecentes na geladeira e dentro de um tênis que estava no guarda-roupa. Em relação às armas, o suspeito disse que elas estariam com um homem identificado como “Iaiá”, morador do Buraco Quente, na Pedreira Prado Lopes.

Os militares foram até o local indicado e encontraram dois revólveres calibre 32 sem munição. O dono das armas não foi localizado. Durante a abordagem, Silva disse que gravou o rosto de cada policial e que “quando saísse da prisão jogaria um por um para trás”.

Já Lucas Medeiros Rodrigues Dias, de 23, foi detido dentro de um apartamento na rua Galena, no bairro Colégio Batista, na região Leste da capital. Ao perceber que os policiais subiam as escadas do prédio, o suspeito ainda tentou dispensar o material que estava dentro de uma sacola.

Ao todo foram apreendidas porções de maconha e cocaína e pedras de crack, totalizando 10kg de drogas. Segundo Dias, os entorpecentes foram comprados por R$ 5 mil na Vila Sumaré.

Os homens foram encaminhados à Central de Flagrantes (Ceflan) e seguem à disposição da Justiça.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave