Justiça arresta imóvel da Firv para pagar investidor

Empresa é acusada de ser pirâmide financeira e lesar 2.000

iG Minas Gerais | da redação |

Madoff mineiro. Thales Maioline é acusado de liderar esquema
rodrigo clemente/13.12.2010
Madoff mineiro. Thales Maioline é acusado de liderar esquema

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais acatou pedido de um investidor que pleiteou o arresto de imóvel pertencente à Firv Consultoria e Administração de Recursos Financeiros Ltda e a dois sócios da empresa acusados de estelionato e falsidade ideológica. A empresa e suspeita de promover de um esquema de pirâmide financeira que teria lesado quase 2.000 consumidores em 14 municípios de Minas Gerais. O autor da ação que culminou na apreensão do bem da Firv Consultoria investiu R$ 95 mil no esquema.

Administrada por Thales Maioline – conhecido como “Madoff mineiro”, em referência ao golpista norte-americano, e que chegou a ser preso e depois liberado, em 2012 –, a Firv oferecia taxas de retorno mensais acima de 5% ao mês, além de um bônus semestral. Os rendimentos podiam chegar perto de 85% ao ano, valor bem superior a taxa de juros, que variava em torno dos 10% ao ano.

O bem sobre o qual a decisão do TJMG incidiu corresponde a um lote com área de 630m², situado na rua Monte Carmelo, no bairro Serra Dourada, em Belo Horizonte.

A medida cautelar de arresto é empregada quando o devedor que tem domicílio, caindo em insolvência, comete artifício fraudulento a fim de frustrar a execução ou lesar credores.

O pedido do investidor foi acatado pela 15ª Câmara Cível do TJMG, mas já havia sido atendido em caráter liminar. A defesa da Firv Consultoria argumentou, em vão, que não havia como comprovar as fraudes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave