Sada estuda recurso após alteração da final da Superliga B

Equipe venceu, em quadra, o Voleisul Paquetá-Esportes-RS, mas foi alvo de reclamações dos gaúchos por escalação de dois atletas

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Voleibol (STJD) favorável  ao Voleisul Paquetá Esportes-RS, que agora está na final da Superliga B, o Sada-Funec-Contagem analisa os desdobramentos do julgamento. “Estamos estudando a situação para decidir a possibilidade de recurso”, declarou Henrique Saliba, advogado da equipe.

O motivo do questionamento dos gaúchos foi a escalação dos jogadores Kadu e Lucas Salim, que haviam disputado uma partida da Superliga A, e após prazo determinado pela CBV, defender o clube na Superliga B.

A CBV estava ciente e declarou, segundo a diretoria do Sada, que a situação dos dois atletas, na ocasião, era regular. No entanto, o Superior Tribunal considerou o regulamento soberano em sua decisão.

Entenda a história. Sada e Voleisul se enfrentaram na semifinal da Superliga B, e chegaram ao terceiro jogo após cada um conquistar uma vitória. No terceiro e decisivo jogo, o Sada-Funec ganhou por 3 sets a 1 e garantiu, em quadra, sua participação na final. A partida aconteceu no dia 18 de março, e dois dias depois, a equipe gaúcha acionou o STJD, pedindo a impugnação da partida e alegando a presença irregular de dois atletas. Salim e Kadu haviam defendido o Sada Cruzeiro na Superliga principal após o dia 9 de março, e de acordo o regulamento, não poderiam retornar ao campeonato de acesso depois desta data.

Leia tudo sobre: sada-funec-contagemcbvsuperligahenrique saliba