Minas registra primeira morte por dengue hemorrágica neste ano

Uma mulher de 34 anos que estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Maternidade Terezinha de Jesus em Juiz de Fora, na Zona da Mata, morreu na madrugada desse domingo (30) com a doença.

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

A primeira morte por dengue hemorrágica em Minas Gerais, neste ano, foi confirmada nesta segunda-feira (31) em Juiz de Fora, na Zona da Mata do Estado. Uma mulher de 34 anos que estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Maternidade Terezinha de Jesus morreu na madrugada desse domingo (30) com a doença.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a mulher foi diagnosticada com dengue hemorrágica na semana passada, após passar por uma série de exames.  Ela deu entrada no hospital na última quinta-feira (27) com um quadro de pneumonia e grávida. um dia após entrar no hospital, a paciente perdeu o bebê, porém, ainda não se sabe se o aborto está relacionado à doença.

Ainda de acordo com a assessoria do hospital, a Vigilância Epidemiológica do município já foi notificada. A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde de Juiz de Fora prometeu divulgar uma nota sobre o assunto até o fim da tarde desta segunda-feira.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) também foi procurada pela reportagem de O TEMPO e prometeu responder a demanda. Até a última sexta-feira(29), a SES não tinha registrado nenhum outro caso de dengue hemorrágica. 

Até esta segunda-feira a cidade de Juiz de Fora registrou 110 notificações de casos de dengue, desse total 38 foram confirmados, 41 descartados e 31 aguardam confirmação. A dengue hemorrágica tem sintomas parecidos com a da dengue clássica, febre, dor no corpo, manchas avermelhadas. No entanto no quarto dia, o doente começa a ter hemorragias na pele e pelos órgãos. O paciente também tem queda de pressão e tonturas.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave