Mulher que tatuou o filho de 1 ano e 9 meses em Betim é presa

Suspeita foi localizada no fim de semana; criança foi entregue à família substituta

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |


Estável. 

Mãe teria cometido os maus-tratos ao bebê, que foi internado
Moisés Silva
Estável. Mãe teria cometido os maus-tratos ao bebê, que foi internado

A dona de casa de 24 anos suspeita de tatuar e queimar o próprio filho de 1 ano e 9 meses foi presa nesse sábado (29). A jovem será apresentada à imprensa na tarde desta segunda-feira (31) pelos delegados  Kleyverson e Roberto Veran.

No último dia 25, o bebê foi entregue a uma família substituta por decisão do Conselho Tutelar. No dia 17de março, o menino deu entrada na Unidade de Atendimento Imediato (UAI) do bairro Guanabara com queimadura na perna direita. A criança estava acompanhada da avó paterna.

A idosa disse à polícia que a ex-nora passou em sua casa, deixou o bebê machucado e desapareceu. Na perna do garoto foram encontradas as iniciais Y.A.S, que não tiveram os significados divulgados.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave