Mel Maia colhe elogios com sua performance

Com apenas 9 anos, atriz conquistou o carinho e o respeito do elenco da trama

iG Minas Gerais |



Mel diz que fez uma grande amizade com Bianca Bin e Bruno Gagliasso
Globo
Mel diz que fez uma grande amizade com Bianca Bin e Bruno Gagliasso

São Paulo. Aos 5 anos, quando disse para a mãe que queria ser atriz, Mel Maia não imaginava que se tornaria um dos grandes talentos da TV em tão pouco tempo. Agora, aos 9 anos, ela se despede de sua primeira grande personagem, Pérola, a menina iluminada que roubou a cena na novela “Joia Rara” (Globo), que termina na sexta-feira. “Eu gostei da alegria e do jeitinho que a Pérola tinha para unir as pessoas. Com ela, aprendi a importância de fazer boas ações, evitar brigas e falar de amor”, diz Mel.

Ao longo dos quase sete meses de novela, Mel protagonizou cenas importantes e que emocionaram o público. Pérola, que era a reencarnação de um líder espiritual budista, foi a responsável por unir muitos dos personagens, como os pais Franz (Bruno Gagliasso) e Amélia (Bianca Bin), regenerar vilões, como o avô Ernest (José de Abreu), e ainda salvar aqueles que estavam à beira da morte. “As cenas em que Pérola traz de volta à vida o tio Mundo (Domingos Montagner), Tempa (Ângelo Antônio) e o avô Ernest foram marcantes para mim”, diz a menina, que teve de chorar em muitas sequências do folhetim. “Não sei bem como explicar, mas eu entro na personagem e tento puxar o que ela está sentindo, aí vêm as lágrimas. Uma vez, o Bruno (Gagliasso) disse para eu me concentrar pensando no sofrimento das pessoas”, complementa a atriz.

Querida pelo elenco, Mel conta que conquistou dois grandes amigos na trama. “Eu, o Bruninho e a Bibi (Bianca Bin) éramos três crianças nos intervalos das gravações, a gente fazia muita bagunça. Tenho certeza de que eles vão ser meus amigos para sempre”, fala a menina. Além disso, a pequena reencontrou o veterano José de Abreu, com quem trabalhou em “Avenida Brasil” (Globo, 2012). Se antes, Nilo, papel de Abreu, e Rita, vivida por Mel, não se davam bem, em “Joia Rara”, Pérola e seu avô Ernest demonstram um afeto tocante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave