Williams evita polêmica: 'Não há ordens de equipe aqui'

Impasse entre pilotos é minimizado pela equipe, que tratou como 'decisão estratégica' a ordem que de que Felipe Massa deixasse Valtteri Bottas ultrapassá-lo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A Williams tentou minimizar o primeiro atrito entre Felipe Massa e Valtteri Bottas, neste domingo, depois de o brasileiro ignorar ordem da equipe para deixar o companheiro ultrapassá-lo durante o GP da Malásia de Fórmula 1. Engenheiro-chefe do time, Rod Nelson negou que haja ordens desse tipo dentro da Williams: "Era apenas uma decisão estratégica", justificou.

"Não foi uma ordem de equipe, era uma decisão estratégica baseada na performance relativa de ambos os carros. Não é grande coisa. Toda equipe toma essas decisões", afirmou Nelson, ao negar qualquer favorecimento dentro do time. "Aqui não funciona como em outras equipes em que há um piloto número um e o número dois. Nós temos dois pilotos número 1. Aquilo foi uma situação de corrida".

Nelson admitiu que Massa ignorou o pedido da Williams, mas evitou polemizar. E não indicou punições ao brasileiro. "Ele não fez aquilo que queríamos. Felipe estava com motor em alta temperatura e estávamos preocupados. Valtteri tinha pneus mais novos e poderia passar Jenson [Button]", disse.

Ele revelou que a Williams tinha o plano de pedir a Bottas que devolvesse a posição para Massa caso o finlandês não conseguisse ultrapassar Button. O plano, contudo, não foi efetivado porque o brasileiro não deixou Bottas passá-lo. "Caso ele não conseguisse em duas ou três voltas, nós trocaríamos [a posição de] nossos pilotos novamente e todos ficariam felizes", afirmou.

Bottas também mostrou insatisfação com a atitude de Massa, que havia recebido aviso para deixar o companheiro passar quando faltavam apenas quatro voltas para o fim da corrida - Massa era o sétimo e não conseguia passar Button, enquanto Bottas era o oitavo e tinha pneus mais novos. "Já havíamos conversado antes sobre situações como essa, mas precisamos entrar em mais detalhes sobre isso", declarou.

O finlandês alegou que Massa acabou sendo beneficiado pela Williams porque no início da prova acatou ordens para não passar o brasileiro. "Vamos ter que conversar sobre isso para que em situações semelhantes no futuro tudo fique claro, para que saibamos quais serão as regras", disse Bottas.

De acordo com Rod Nelson, a conversa entre direção e pilotos será realizada ainda neste domingo. "Vamos conversar com eles nesta noite para discutir sobre o que aconteceu hoje", declarou o engenheiro-chefe da Williams.