Felipe Massa minimiza ordens da Williams: 'Fiz o correto'

Ordem da escuderia falava para o brasileiro liberar passagem para o companheiro Valtteri Bottas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Felipe Massa manteve a sétima posição com Bottas finalizando a corrida no oitavo lugar
DIVULGAÇÃO/WILLIAMS
Felipe Massa manteve a sétima posição com Bottas finalizando a corrida no oitavo lugar

Felipe Massa reviveu neste domingo um dos piores momentos de sua carreira na Fórmula 1. Faltando quatro voltas para o fim do GP da Malásia, ele ouviu pelo rádio ordem da Williams para que deixasse ser ultrapassado pelo companheiro Valtteri Bottas, com pneus mais novos.

A ordem lembrou o famoso episódio ocorrido no GP da Alemanha de 2010, quando engenheiro da Ferrari avisara ao brasileiro que deveria ceder seu lugar ao então companheiro Fernando Alonso. Na ocasião, Massa aceitou a ordem e liberou a passagem para o espanhol.

O desfecho do caso deste domingo foi diferente. Massa resistiu e não liberou o sétimo lugar para Bottas, que pretendia brigar com o inglês Jenson Button pelo sexto posto. Ao fim da prova, o brasileiro não mostrou arrependimento pela postura e exibiu confiança na decisão tomada nas voltas finais da corrida.

"Acho que fiz o correto. Eu fiz o melhor que pude para mim e para a equipe e eles precisam fazer o mesmo. Lutei até o fim e meu objetivo era marcar o máximo de pontos para mim e para a equipe. Ainda estamos na segunda corrida", declarou Massa. "Os pneus dele estavam um pouco melhores, mas não o suficiente para me passar e passar o Jenson".

Ao ser questionado sobre uma eventual reprimenda da equipe em razão da ordem ignorada, Massa pediu respeito ao seu trabalho realizado na Williams. "Eu não acho que as coisas serão diferentes ou estranhas quando eu chegar na garagem. Eu faço o melhor que posso pela equipe, e eles têm que fazer isso por mim também", disse o piloto. Nós temos dois campeonatos [Mundial de Pilotos e Mundial de Construtores]. Eu respeito o meu trabalho e nós precisamos respeitar um ao outro".

Massa e Bottas fizeram o primeiro duelo dentro da Williams na corrida deste domingo. Após boas largadas, eles ficaram próximos na 8ª e 9ª colocações e o finlandês ameaçou atacar o brasileiro, que reclamou com a equipe pelo rádio. Bottas respondeu que estava mais rápido e a Williams liberou a disputa.

No fim da prova, Massa minimizou o duelo. "Foi uma luta do começo até o final. Lutei com meu companheiro e conseguimos pontos para a equipe e é isso que interessa", disse à TV Globo. Para o brasileiro, no entanto, seu maior obstáculo na prova não foi o finlandês.

"Foi muito difícil ultrapassar as McLaren, eles têm uma velocidade alta na reta. A gente era mais rápido nos setores, nas curvas, mas na reta era difícil de ultrapassar, acho que o principal problema da corrida foi não ter passado rápido as McLaren, eu teria feito uma corrida livre", afirmou.

Leia tudo sobre: formula 1felipe massamassawilliamsbottas