Ladrão é agredido por funcionários de drogaria em zona nobre de BH e morre

Segundo a polícia, vítimas imobilizaram o suspeito quando perceberam que ele não estava armado; havia sangue na cabeça do homem, mas óbito pode ter sido causado por parada cardíaca

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A Polícia Civil vai investigar a morte de um homem que tentou assaltar uma drogaria do bairro de Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, na madrugada desta sexta-feira (4). Durante a ação, funcionários reagiram e agrediram o suspeito.

De acordo com a Polícia Militar, o homem, que estava sem documentos e não foi identificado, chegou a uma drogaria, localizada no cruzamento da avenida Álvares Cabral com a rua Gonçalves Dias, e anunciou o assalto. Ele simulou estar armado, mas os funcionários perceberam que era mentira e o imobilizaram.

Quando os militares do 1º Batalhão chegaram ao local, encontraram o suposto ladrão desacordado e com sangue ao redor da cabeça. O homem foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo o médico responsável pelo atendimento, o óbito pode ter sido causado por uma parada cardíaca.

O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

A reportagem de O TEMPO tentou contato com a drogaria, mas ninguém foi localizado para comentar o caso.

Leia tudo sobre: drogaria; assalto; lourdes