Especialista critica falta de campanha educativa

iG Minas Gerais |

Enquanto os abusos às mulheres se perpetuam, especialistas criticam a falta de políticas de conscientização no transporte coletivo. Para a psicóloga Cláudia Natividade, do Conselho Regional de Psicologia em Minas Gerais, o problema vai além da implantação de câmeras ou do “vagão rosa”, destinado exclusivamente ao público feminino, cuja criação está em debate na Câmara Municipal.

“Isso é reflexo de uma sociedade absolutamente machista. O homem vê como uma prática autorizada à sua posição de dominador, enquanto as mulheres se sentem humilhadas”, diz. “Mas não existe orientação sobre o que fazer. Existe é um silêncio de quem sofre, quem pratica e quem vê. E enquanto não houver ações educativas, nada vai adiantar”. (LM)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave