Um dedo de prosa

As palavras estão na moda. Veja por que é legal usar o espírito fashion para se comunicar

iG Minas Gerais |

Entre as diversas atividades do publicitário Fábio Maca, a caligrafia se destaca como arte, propagando mensagens que nos fazem pensar
fabio maca/divulgação
Entre as diversas atividades do publicitário Fábio Maca, a caligrafia se destaca como arte, propagando mensagens que nos fazem pensar

Se vestir é transmitir uma mensagem. Por menos pensado que seja o ato, a escolha de suas roupas diz muito sobre você, desde o local onde as peças foram compradas até a forma como foram combinadas para montar um visual. O mesmo pode ser dito sobre os acessórios, um corte de cabelo ou uma barba, o uso ou não de maquiagem... Tudo o que optamos por usar quando saímos de casa transmite um texto.

Mas, e quando o objetivo é a transmissão verbal da mensagem? Pois é isso que a moda anda propondo. Seja você mesmo o outdoor. A ideia em si não é novidade. Todo mundo já comprou ou viu uma camiseta declarando o amor por Nova York ou fazendo alguma piada sobre a bebedeira em Porto Seguro. “Essa ideia já havia sido introduzida por Andy Warhol quando este criou os chamados papers-dressers - a ideia em questão seria revestir os corpos com os rótulos dos produtos que a sociedade de consumo produzia”, diz a professora Angélica Adverse, da Escola de Design da UEMG.

Palavras que valem ouro

A novidade é que o visual mensagem tornou-se artigo de luxo. Seja com ironia ou seriedade, grifes de peso andam estampando significados explícitos em suas peças. E o que será que isso quer dizer?

“A ideia da moda com frases estampadas tem a ver com um 'statement', uma rebeldia”, diz a professora Carla Mendonça, da Faculdade de moda da Fumec. “Estamos vivendo uma época de plena expressão da individualidade e ostentar um texto tem a ver com isso. Quando uma celebridade como Rihanna usa a folha de maconha em sua camiseta, ela transmite a mensagem de seu universo, assim como Paris Hilton quando 'diz' na blusa que ama sapatos, bolsas e garotos”, completa. “É importante lembrar que não existe moda sem palavra porque estamos sempre re-significando o que vemos, como também significando algo para alguém (o que vemos sempre nos devolve o olhar)”, adiciona Angélica Adverse.

E pelo que querem protestar algumas das grifes mais caras do planeta quando estampam uma das logomarcas mais disseminadas da humanidade, como a Moschino fez com o McDonald's, ou o nome de seus próprios perfumes, como fez a Calvin Klein? “É uma apropriação da rebeldia que torna-a pasteurizada. As grifes de luxo se apropriam de um discurso desviante e o trazem para a grande escala”, diz Carla. E é assim que as palavram viram, acima de tudo, moda.

Camisetas da C&A em parceria com a ONG Afroreggae transmitem mensagens de paz e amor

As novas Havaianas da Farm trazem estampas com textos que são pura brasilidade

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave