UPPs serão instaladas na Maré partir do segundo semestre, diz Cabral

Para o governador do Estado a ocupação será mais uma vitória em relação a pacificação

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cabral: UPPs serão instaladas na Maré já a partir do segundo semestre
José Cruz/ABr
Cabral: UPPs serão instaladas na Maré já a partir do segundo semestre

O governador Sérgio Cabral disse neste sábado (29) que, embora esteja acertado com o governo federal que as Forças de Segurança fiquem no Complexo da Maré até o dia 31 de julho, o decreto que institui na área a Garantia da Lei e da Ordem (GLO), assinado pela presidenta Dilma Rousseff, já prevê a possibilidade da ampliação desse prazo de ocupação, “desde que necessário”.

Cabral disse, porém, que a intenção é de que o prazo seja cumprido e que já no segundo semestre do ano o governo do estado inicie a instalação das unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nas 16 favelas que integram o complexo.

O governador Sérgio Cabral lembrou as dificuldades que cercam o complexo de favelas que fica às margens da avenida Brasil, a principal via de ligação entre as zonas norte e oeste, ao centro, e à zona sul da cidade.

“É preciso ter em mente que o Complexo da Maré é uma cidade dentro da cidade. O estado do Rio tem 92 cidades e talvez 80% delas não tenham 120 mil habitantes”, população estimada do Complexo da Maré. “Então mas que uma cidade dentro da cidade, a Maré tem regras próprias. É dividida entre facções, milicias, comandos e onde o estado não está presente para garantir a lei e a ordem”.

Na avaliação do governador, a ocupação da Maré será mais uma vitória para o Rio e mais um passo na conquista da pacificação. “Nós estabelecemos na GLO uma solicitação de prazo até 31 de julho para a ocupação, mas já negociamos com o governo federal que se tiver que ser estendido assim será”.

Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave