Para reabastecer a confiança

Raposa quer vitória na semifinal do Estadual como motivação extra para pegar a La U

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães e Bruno Trindade |

Panos quentes. Ontem, Marcelo Oliveira falou sobre a discussão dele e o atacante Dagoberto (acima à dir.) no jogo contra o Defensor
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Panos quentes. Ontem, Marcelo Oliveira falou sobre a discussão dele e o atacante Dagoberto (acima à dir.) no jogo contra o Defensor

No futebol, alguns apetrechos são imprescindíveis para a boa prática da modalidade, como a chuteira, a camisa, calção e o meião. Entretanto, além desses usuais objetos, um item especial tem feito parte do “uniforme” cruzeirense: a calculadora.

Em situação complicada na Copa Libertadores, a Raposa tenta esquecer a competição continental, pelo menos por enquanto, para focar toda a sua atenção no Campeonato Mineiro, competição em que vive situação mais tranquila.

Tentando pensar exclusivamente no torneio regional, o capitão Fábio ressalta a necessidade de o Cruzeiro fazer um bom jogo na semifinal do Campeonato Mineiro, contra o Boa Esporte, neste domingo, as 16h, no Mineirão, para se motivar ainda mais no compromisso decisivo diante da Universidad de Chile, na quinta-feira, válido pela Libertadores.

“Enquanto houver chance o Boa estará vivo. Apesar de considerarmos todos os jogos decisivos daqui para frente, na hora que começar a partida, esqueceremos os outros campeonatos e focaremos na semifinal do Mineiro”, ressaltou o goleiro.

Como venceu a primeira partida contra o time boveta por 1 a 0, os celestes, líderes da fase de classificação, adquiriram vantagens Dessa forma, podem até perder por um gol de diferença que avançam às finais.

Primeiro colocado em seis das últimas nove fases classificatórias do Estadual, a Raposa ficou com o título regional em apenas duas dessas ocasiões. De olho em mais uma “dobradinha” – liderança na primeira fase e título – os jogadores esperam ir passo a passo, respeitando o adversário.

“Primeiro, precisamos ir às finais, temos um jogo no domingo que pode concretizar nossa classificação. Tomara que possamos ter sucesso e conquistar o Campeonato Mineiro”, disse o atacante Dagoberto.

Na tentativa de não repetir o cenário de 2013, ano em que o Cruzeiro, mais uma vez, liderou na fase de classificação, mas deixou o título escapar - repetição de 2007 e 2010 -, o técnico Marcelo Oliveira garante que tem a receita. O treinador admite que aprendeu a lição após o tropeço no ano passado.

“O primeiro jogo (3 a 0 para o Atlético na final de 2013) foi determinante para perdermos o título. Dessa vez não podemos ter desatenção e precisamos ser um time equilibrado, forte. É preciso evitar o cartão desnecessário e fazer um jogo competente para chegar ao resultado esperado, disse.

Fórmula atual

Estadual. Desde 2005 o Campeonato Mineiro é disputado na atual fórmula, com 12 clubes lutando na primeira fase por vagas nas semifinais. As quatro melhores agremiações avançam de fase na classificação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave