Jovem fica dois meses com dreno esquecido no peito

Paciente de 19 anos havia procurado atendimento médico para tratar infecção causada por piercing

iG Minas Gerais | Priscilla Piotto |

Na foto, Fernanda mostra um dos drenos deixados em seu peito
Arquivo pessoal
Na foto, Fernanda mostra um dos drenos deixados em seu peito

Uma estudante de 19 anos ficou dois meses com pedaços de um dreno dentro do peito depois de procurar atendimento médico por causa de uma infecção causada por um piercing no seio direito. Ela precisou passar por duas cirurgias, e a última foi realizada ontem.

Fernanda Kelly Ramos Mendes procurou a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Centro-Sul, no bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte, pela primeira vez em 20 de janeiro, dois meses depois de colocar o piercing. Além de reclamar de dor, a região da mama direita estava inchada e com muito pus. Por causa da infecção, o médico de plantão fez uma drenagem, inserindo um tubo no local para remover o pus.

Quatro dias depois, como agendado, Fernanda voltou à unidade para a retirada do objeto cirúrgico. Porém, 12 dias mais tarde, ainda com muita dor, a estudante voltou à UPA e foi orientada a buscar um especialista.

Ela recorreu ao posto de saúde Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, na região metropolitana da capital, onde mora, e a mastologista que a atendeu, após realizar um ultra-som, fez a retirada de dois drenos do peito da paciente – foram necessárias duas cirurgias.

Sem denúncia. A jovem disse que não pretende denunciar o caso. “Estou desgastada, não quero me envolver com procedimentos de denúncia”, justificou.

A Secretaria Municipal de Saúde da capital informou apenas, por meio de nota, que consta no relatório de alta da paciente que o médico responsável a encaminhou para um especialista.

Atendimento

Recusa. A estudante passou por dois hospitais antes de conseguir atendimento. O Odilon Behrens, na capital, e o Hospital de Sabará informaram para a paciente que não trabalham neste tipo de caso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave