Microsoft dá início à era pós-PC com Office para iPad, da Apple

Versão para Android com Word, Excel e PowerPoint ainda será lançada

iG Minas Gerais |

Produtividade. Word, Excel e PowerPoint finalmente chegam ao tablet da rival
Fotos Microsoft/Divulgação
Produtividade. Word, Excel e PowerPoint finalmente chegam ao tablet da rival

SÃO PAULO. Num sinal de mudança nas prioridades da Microsoft para o mundo móvel e da computação em nuvem, seu novo presidente executivo, Satya Nadella, escolheu o lançamento do programa Office para iPad para fazer sua primeira aparição pública oficial desde que foi indicado para o cargo, há 53 dias. O indiano, que substituiu Steve Ballmer, disse que o produto é o primeiro exemplo da “nuvem para todos e num único aparelho”. A chegada de Nadella ao comando é a aposta da Microsoft para a era pós-PC.

Repetindo seu mantra sobre um “mundo móvel e nas nuvens”, Nadella disse que uma versão do Office para o Android deve chegar em breve, e que todos os tablets terão versões do programa. “Queremos ter certeza de que nossos milhões de usuários possam ter acesso aos arquivos do pacote Office de forma fiel, em todos os dispositivos que usam”, disse Nadella.

O Office, que inclui os aplicativos Word, Excel e PowerPoint, já pode ser baixado por meio da App Store e será gratuito para visualizar documentos. Já para criar e editar arquivos com os formatos proprietários da Microsoft, como DOC, XLS e PPS, será necessário assinar o Office 365, que custa R$ 209 por ano, ou R$ 21 por mês.

Para quem já assina o Office para outras plataformas, o software está disponível gratuitamente. Parte da receita proveniente das vendas do Office para iPad vai para a Apple, rival histórica da Microsoft, assim como a de qualquer aplicativo vendido na loja virtual App Store.

O Office também se conecta à sua conta pessoal do OneDrive, então todos os seus documentos podem ser levados de um dispositivo para outro, incluindo iPad, notebook ou o que mais o usuário costuma utilizar.

A Apple já disponibiliza gratuitamente para novos aparelhos os programas Pages, Keynote e Numbers – os equivalentes a Word, PowerPoint e Excel, da Microsoft. Os arquivos editados podem ser sincronizados com o serviço iCloud, da Apple.

Mercado. Nos dias que antecederam o lançamento desse Office, as ações da Microsoft chegaram ao nível mais alto desde 2000. A Microsoft perdeu muito do seu prestígio nos últimos anos com o surgimento de novos softwares e aparelhos móveis, criados por empresas como Apple e Google, os quais dizimaram as vendas de PCs.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave