A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Confesso a vocês que eu conheço muito pouco sobre Emerson Conceição, o lateral esquerdo que o Galo vem tentando contratar, do Rennes, da França. E o que eu ouvi falar a respeito dele, tecnicamente falando, não é muito animador. O problema é que desde o ano passado a lateral esquerda é a posição mais carente de reforços no Galo. E você vai concordar comigo que um time do escalão do Galo não pode ficar improvisando jogador por tanto tempo assim. Tudo bem que deu azar com a contusão de Pedro Botelho, contratado para a posição, mas o time deveria ter pelo menos mais um reserva de qualidade. Também não adianta ficar tapando buraco na equipe. Se vai buscar lá fora é preciso que seja um atleta capacitado e à altura do nosso time. Senão é melhor continuar com os que estão improvisados por aqui mesmo. Vocês não acham?

 

A voz Celeste

Marcelo Oliveira optou por colocar em campo contra o Boa o que ele tem de melhor em condição de jogo, poupando só Everton Ribeiro, para dar uma descansada na musculação. Samudio é o novo titular da lateral esquerda. No lugar do melhor jogador do Brasileiro de 2013, vai William. Para mim, o confronto com o Boa está definido: vamos fazer uma final contra o nosso maior rival. Sem dúvida, vai ser uma das melhores finais dos últimos anos. Mesmo sabendo que temos que subir um degrau de cada vez, caso contrário corremos o risco de escorregar e cair, a preocupação do torcedor celeste é com o jogo de quinta-feira, contra a La U, no Chile. Conversando com um amigo que mora em Santiago, ele me disse que comissão técnica e jogadores da La U estão tratando esse jogo contra o Cruzeiro como da vida deles. Devem jogar tomando mais cuidados defensivos.

Avacoelhada

Pelo Campeonato Mineiro sub-20, América e Real se enfrentam às 15h, no CT Lanna Drumond. A provável formação do time americano não foi divulgada no site até ontem, na parte da manhã. No amistoso contra o União a escalação inicial de Milagres foi: Glauco; Danylo, Messias, Willians e Bombeta; Paulinho, Cristian, Renato e Renatinho; Patrick e Sávio. Por ser um clube essencialmente formador e revelador de pratas da casa, o principal objetivo das categorias de base deve ser o de potencializar a capacidade técnica do atleta em formação a fim de ser aproveitado no profissional. Até o promovido mais bem-preparado, principalmente em termos de fundamentos, ainda assim vai precisar passar pelo desenvolvimento programado pela comissão técnica da equipe principal. Segundo Geoff Colvin, o sucesso depende mais da prática do que do talento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave