Oremos pela justiça de Deus

iG Minas Gerais |

Amados, hoje quero falar com vocês sobre um tema muito presente em nossas vidas: a “injustiça”. Desde o início dos tempos, temos conhecimento de injustiças de todas as formas. Observando esse tema, surge um infinito leque de situações e problemas e poderíamos passar dias listando e lembrando de adversidades enfrentadas por milhões de pessoas na história da humanidade. Por isso, hoje, quero pedir orações por todos que sofrem qualquer tipo de injustiça, fato que pode deixar marcas irreversíveis na alma dessas pessoas. Vamos orar contra as injustiças no trabalho, contra as injustiças entre classes sociais, injustiças na família, injustiças entre casais e por aí em diante. Na Bíblia Sagrada encontramos inúmeras passagens e citações sobre injustiças: “Julguem com cuidado, pois o Senhor, o nosso Deus, não tolera nem injustiça nem parcialidade nem suborno”; ou “não pervertam a justiça nem mostrem parcialidade. Não aceitem suborno, pois o suborno cega até os sábios e prejudica a causa dos justos”. Por isso, peço a todos que não julguem seu próximo e se o fizerem, tomem o mais extremo cuidado, nada é pior do que ser injusto ou injustiçado. Atentos a essa afirmação, concluímos que a luta principal contra a injustiça deve partir do coração de cada um de nós. Quantos casamentos estão sendo destruídos pela injustiça do julgamento entre os cônjuges? Quantos desempregados existem no mundo devido a injustiça e covardia de fofocas e intrigas? Por mais que oremos, explicamos e conversamos, se a luta contra a injustiça não partir do nosso interior, de nada isso tudo vai adiantar. Saiba que, quando ficamos passivos diante de uma injustiça, também estamos sendo injustos. Acredito que o mundo esteja tão complicado, com tantos problemas sociais, em todas as partes do planeta, por causa dos que ficam no chamado “em cima do muro”. Se todas as pessoas que preferem “não se meter” tomassem partido para o lado bom, para as causas mais justas, não enfrentaríamos tantas situações absurdas de crimes e abusos. Qualquer pessoa pode cometer uma injustiça, mas cabe a cada um ter a nobreza e a humildade de analisar suas ações, avaliar as atitudes tomadas e reconhecer quando foram injustos. O combate à injustiça tem que partir de dentro de nós. A partir daí, as orações, a união e, acima de tudo, a sabedoria de entender as leis de Deus, passam a ser fundamentais para que não sejamos injustos nem possamos permitir que injustiças aconteçam ao nosso redor, como se tudo fosse normal. Com tudo isso, amados, coloquem em seus corações a certeza de que quando tomamos qualquer atitude, certos de que estamos agindo de acordo com os ensinamentos de Cristo, não seremos injustos. E quando essa certeza de que Jesus comanda nossas ações estiver realmente presente em nossas vidas, não permitiremos injustiças ao nosso redor. Deus abençoe a todos!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave