Após abordar aluna, estudantes atiram pedras contra vice-diretor

Guarnição da Polícia Militar também foi atingida por pedras no momento que chegou a escola localizada na região Noroeste de Belo Horizonte

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Uma adolescente de 15 anos e outros três jovens foram detidos na manhã desta sexta-feira (28) após agredirem verbalmente e fisicamente o vice-diretor da Escola Estadual Lucas Monteiro Machado, no bairro Pindorama, na região Noroeste de Belo Horizonte. A confusão teve início após o educador desconfiar que a aluna estivesse soltando bombas caseiras na escola.

Um funcionário da instituição de ensino foi que acionou a polícia. Militares registraram no Boletim de Ocorrência que quando chegaram na escola, localizada na rua Guararapes, encontraram o professor sendo empurrado e apedrejado por alunos. Uma das pedras chegou a atingir a guarnição.

Em depoimento o vice-diretor relatou ter escutado um barulho de bomba. Em seguida, viu a aula perto do local, onde o artefato teria explodido, com uma caixa de fosfora  na mão. Ao pedir para que ela abrisse a mochila e esvaziasse os bolsos ela teria o empurrado e dito que de hoje ele não passaria.

A jovem confirmou, em depoimento, ter sido abordada pelo professor e que durante a revista ele teria esbarrado nela e ela teria empurrado ele. Porém, a aluna nega ter batido no educador e atirado pedras contra ele.

Entre os detidos estão dois menores de 15 anos, que tentaram fugir e acabaram detidos, e dois jovens de 18 anos.Todos já tem passagem pela polícia, porém, os crimes cometidos não foram divulgados.   

O diretor escola e o vice acompanharam a ocorrência encerrada no Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional. Ninguém da escola foi encontrado para falar sobre o assunto. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave