Mãe de criança com sinais de tatuagem continua desaparecida

Segundo a avó paterna da

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |


Estável. 

Mãe teria cometido os maus-tratos ao bebê, que foi internado
Moisés Silva
Estável. Mãe teria cometido os maus-tratos ao bebê, que foi internado

 A mãe da criança de 1 ano e 9 meses que recebeu atendimento com marcar de queimadura e tatuagem na perna em Betim, na região metropolitana da capital, continua desaparecida. A informação é da avó paterna da criança que levou a criança para um atendimento médico na Unidade de Atendimento (Uai), Guanabara no último dia 17.

A Prefeitura de Betim informou que a criança recebeu alta da unidade na última segunda-feira (24) e que agora o bebê está sob tutela do do Juizado da Infância e Juventude de Betim.  A reportagem de O TEMPO não conseguiu contato com a instituição.

Na tarde desta sexta-feira (28) a avó da criança disse apenas que a mãe da criança não apareceu. Os pais do bebê são separados.  “Estou muito abalada e por enquanto não quero falar mais sobre o caso”, afirmou. No último dia 17 ela contou que a mãe da criança deixou o menino com ela e sumiu.

Informações dos enfermeiros da unidade, dão conta que a queimadura foi provocada por algum eletrodoméstico de chapa quente. Segundo a prefeitura, as marcas na perna da criança são de uma lesão profunda e infectada. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave