Soldado que atirou em ladrão está preso e aguarda liberdade provisória

Ele prestou depoimento pela manhã desta sexta-feira e a expectativa é que ele responda processo em liberdade, já que agiu em legitima defesa

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

undefined

O soldado da Polícia Militar (PM) que matou um assaltante na noite desta quinta-feira (27) está detido em um quartel de Belo Horizonte desde a manhã desta sexta-feira (28). Segundo a assessoria de imprensa da PM, um pedido de liberdade provisória já foi feito ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) com a alegação de que ele agiu em legitima defesa. O nome do soldado e o quartel onde ele está não foram divulgados pela polícia por questões de segurança.

Na noite desta quinta-feira, o militar estacionou seu carro na rua Padre Demerval Gomes, na praça da Federação - conhecida como praça do Coréu -, no bairro Coração Eucarístico, região Noroeste da capital. No local, ele iria encontrar com amigos.  Quando desceu do veículo com a mulher, o soldado foi abordado por dois assaltantes em uma motocicleta. O soldado afirmou que era policial e os bandidos deram três tiros contra ele. Segundo a PM, os tiros acertaram o carro e o muro de uma residência.

Ainda na noite dessa quinta-feira o militar foi encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil, (Ceflan) no bairro Floresta, na região Centro-Sul da capital. Ele e a mulher  não se feriram. Na manhã desta sexta-feira (28) o militar prestou depoimento na Ceflan.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil não soube informar o conteúdo do depoimento dele e se o suspeito sobrevivente já foi identificado e preso. A Justiça comum irá cuidar do caso, já que o policial não estava em horário de trabalho no momento do crime. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave