Em biografia autorizada, Messi considerava Ronaldinho como um 'pai'

Ronaldinho acolheu Lionel Messi em 2005, quando o craque argentino se profissionalizou no Barcelona. Biografia foi lançada na Espanha

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Craques de diferentes gerações do Barcelona
Reprodução
Craques de diferentes gerações do Barcelona
A primeira biografia autorizada de Lionel Messi foi lançada na Espanha nesta quinta-feira e o autor da obra, Guillem Balagué, comentou uma parte importante do texto, no qual Ronaldinho Gaúcho ajudou o craque argentino no começo da carreira. Segundo parte das 600 páginas que compõem o livro, R10 era uma espécie de pai para o argentino. O autor comentou, ao canal Sportv, que Ronaldinho, tendo a completa liderança técnica da equipe espanhola, resolveu abraçar o então jovem jogador que vinha das categorias de base do clube catalão. - Imagina quando o Ronaldinho era o melhor do mundo. Alguns psicólogos esportivos dizem que, neste momento, a estrela tem duas opções: ou "mata" o adversário, não lhe dá 'água nem pão' ou protege. Ronaldinho resolveu protegê-lo - afirmou o autor. A publicação ainda não tem data para ser lançada no Brasil, mas tem o peso de ser a primeira na qual o craque do Barcelona e sua família não criam restrições de divulgação. Quando Messi estreou pelo Barça, Ronaldinho era o grande ídolo do futebol mundial. A ligação dos dois foi instantânea e, por curiosidade, o primeiro gol do atual camisa 10 blaugraná foi através de uma assistência do atual camisa 10 do Atlético.

Leia tudo sobre: ronaldinhomessicraquesbiografiaatleticobarcelona