Bandidos sequestram menino de 13 anos para o pai dele 'ficar esperto'

Garoto foi abordado a caminho da escola; segundo polícia, vítima é filha de ex-presidiário

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Uma briga pelo comando do tráfico de drogas de Carlos Chagas, no Vale do Jequitinhonha, pode ter sido a causa do sequestro relâmpago de um menino de 13 anos nessa quinta-feira (27). Segundo a Polícia Militar, o pai da vítima é ex-presidiário e bandidos teriam intenção de dar um susto no homem.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o garoto estava a caminho da escola quando, na rua Presidente Bernardes, no bairro Juá, foi abordado por quatro bandidos que estavam em um carro preto. Um dos suspeitos teria falado com o estudante que, caso ele não entrasse no veículo, mataria sua mãe.

A vítima contou que, após alguns minutos dentro do carro, um dos sequestradores colocou a mão no seu nariz e boca e, depois disso, ele não se lembrava de mais nada. O menino acordou às margens da BR-418 e voltou para casa sozinho.

Militares fizeram rastreamento na região, mas nenhum suspeito foi identificado ou localizado. Ainda segundo a corporação, o pai da vítima está na cidade com a família há quase um ano. Ele era da cidade de Nanuque, onde cumpriu pena por tráfico de drogas.

Em Carlos Chagas, o ex-presidiário já foi detido duas vezes no município por porte ilegal de armas. Ele e outros homens que foram morar na cidade tentariam tomar o ponto de drogas de outros criminosos.

O caso do sequestro relâmpago ficará a cargo da Polícia Civil. 

Leia tudo sobre: CARLOS CHAGASSEQUESTROCRIANÇA