Léo dá sinal verde a CPI da Semas

Léo Contador assinou CPI para investigar denúncias contra a Semas, na reunião da Câmara, na terça (25)

iG Minas Gerais | Da Redação |

O gesto de Léo Contador de assinar, na terça (25), a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de corrupção em convênios com a Semas, foi uma demonstração de que a investigação está a um passo de ser realizada pela Câmara.

Com isso, passou para seis o número de vereadores que assinaram a CPI. Agora, a comissão precisa de mais dois parlamentares para ser criada. Além dos representantes do PT, Antônio Carlos, Eutair Santos e Daniel Costa, que solicitaram a CPI, e de Vinícius Resende (SDD), o requerimento conta agora com a adesão do próprio Léo e da vereadora Marilene Torres (PRP).

Embate

As assinaturas foram coletadas após um caloroso embate entre Léo e Antônio Carlos. Isso porque, como retaliação ao requerimento da CPI da Semas, feito a pedido do petista, Léo solicitou que fosse aprovado outro requerimento para investigar um convênio entre a prefeitura e uma ONG ligada à Renovação Carismática, celebrado na gestão de MDC. Esse convênio envolveria Antônio Carlos e o PCdoB, que tem como líder o ex-vereador Geraldo Pimenta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave