Amor, resistência e um funesto fim

“Em Busca de Iara” mostra as facetas da vida de uma guerrilheira e desvenda a verdade sobre sua morte

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

Iara Iavelberg foi professora de psicologia e militou contra a ditadura
EM BUSCA DE IARA / DIVULGAÇÃO
Iara Iavelberg foi professora de psicologia e militou contra a ditadura

Em 2006, os restos mortais da militante Iara Iavelberg foram enterrados novamente. Isso aconteceu após o corpo ter sido exumado para nova autópsia, que comprovou que ela fora assassinada, em 1971, durante o o regime militar. No enterro, a sobrinha da vítima Mariana Pamplona e seu amigo e diretor de cinema Flávio Frederico resolveram gravar a cena com câmeras amadoras. “Não sabíamos bem o que faríamos, mas a ideia era fazer um média para TV”, conta Frederico.

Depois de muita pesquisa, a ideia reverberou-se no longa “Em Busca de Iara”, uma das estreias da semana. O documentário reúne entrevistas e arquivos que remontam a curta trajetória da militante morta aos 27 anos. “Ela é importante para a história do Brasil, pois desempenhou um papel representativo para as mulheres, é um dos símbolos de resistência à ditadura e, além disso, viveu uma linda história de amor”, pontua Frederico.

A grande paixão da vida de Iara foi o revolucionário Carlos Lamarca. Apesar de terem se encontrado em poucas ocasiões, eles viveram um grande amor. “Nesse âmbito, o documentário esclarece que ela exerceu forte influência intelectual sobre ele”, conta o diretor.

Assim como a vida romântica de Iara, seus sonhos e sua vida como guerrilheira e como professora de psicologia são contados por amigos e parentes entrevistados. Entre eles estão o cientista político César Benjamin, o historiador e ex-namorado de Iara, João de Quartim de Moraes, e os irmãos da militante, Samuel e Rosa Iavelberg. “Queríamos entrevistar a presidente Dilma Roussef também, pois elas foram amigas. Mas foi difícil encontrar espaço na agenda dela”, brinca Frederico.

Depois de ter sido bem recebido em alguns festivais, como o concorrido É Tudo Verdade, “Em Busca de Iara”, chega às salas de cinema como uma nobre opção para interessados em entender melhor o contexto social-político do Brasil durante a ditadura à luz de memórias de uma importante e guerreira mulher.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave