Molico-Nestlé confirma favoritismo sobre Brasília e avança às semi

Após primeiro set disputado, osasquenses impuseram ritmo de jogo e deram aula de vôlei às adversárias

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Osasco se organizou a partir do segundo set, fechou o bloqueio e impôs derrota ao Brasília
Molico Nestlé/Divulgação
Osasco se organizou a partir do segundo set, fechou o bloqueio e impôs derrota ao Brasília

Um duelo que começou bastante disputado e prometendo um desafio para o Molico-Nestlé-SP terminou com uma aula de vôlei das paulistas sobre o Brasília Vôlei. As comandadas de Luizomar de Moura se garantiram na semifinal da Superliga e e fizeram 3 a 1 (21/19, 14/21, 8/21 e 10/21), jogando na capital federal.

As donas da casa saíram com tudo para cima das adversárias, impondo um grande volume de jogo e com muitos ataques, mas perderam a força nos sets seguintes. As visitantes resolveram armar um “paredão” e fecharam o bloqueio, recurso que funcionou por 14 vezes e parou as investidas brasilienses.

Além do primeiro set, a única emoção ficou por conta do fim do último set, quando o Brasília por 20 a 5 e resolveu dar trabalho. Seis match points foram salvos dando um tom dramático ao jogo, até que o bloqueio do Osasco funcionou mais uma vez e assegurou a vaga da equipe recordista em vitórias na próxima fase.

“Nossa equipe não impôs o ritmo desde o começo. Só no decorrer da partida conseguimos mostrar o nosso voleibol, mas isso não pode acontecer. Daqui para frente todas as equipes querem chegar à final e não podemos cometer o mesmo erro”, disse a central Adenízia, após a partida.